Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

GOOGLE TEM POSTURA PREGUIÇOSA, DIZ MICROSOFT

08/11/2011 01:00:00

A Microsoft e a Google nunca foram ?grandes amigas?, mas a fabricante do Windows realmente não economizou nas críticas contra a gigante de buscas na semana passada.

Primeiro foi o diretor de conselho da Microsoft, Horacio Gutiérrez, que lidera o grupo de propriedade intelectual da companhia. Em entrevista ao jornal San Francisco Chronicle, ele declarou que a Google, com seu sistema móvel Android, teve uma postura preguiçosa. ?Ela se apoiou nas costas de empresas como a Microsoft, que investiram bilhões de dólares na criação de sistemas operacionais mais eficientes."

Depois foi o diretor do Office 365, Tom Rizzo, que apontou suas armas para a rival em um post no blog da Microsoft. O executivo acusou a Google de ter uma abordagem confusa quanto ao desenvolvimento de aplicativos. ?Seus produtos são como espaguete. A Google os atira contra a parede para ver se eles grudam.?

A reclamação de Rizzo parece ser direcionada à política da Google de acabar com o suporte para versões mais antigas de navegadores assim que um novo é lançado. Veja o que a página de suporte da Google diz sobre isso: ?Nós suportamos as versões atual e anterior do Chrome, Firefox, Internet Explorer e Safari de modo rotativo. Sempre que uma nova versão é lançada, começamos a dar suporte para essa versão e interrompemos o suporte para a terceira versão mais antiga (antepenúltima).?

O diretor da Microsoft alega que essa política prejudica os usuários corporativos, que não possuem a mesma flexibilidade que os consumidores finais para mudar para uma versão mais recente do browser. ?Se eu tivesse uma empresa com as ferramentas de produtividade da Google, ficaria de cabelo em pé ao saber sobre o fim de suporte para versões mais antigas?, escreveu Rizzo.

?Tenho certeza de que é muito mais fácil para a Google limitar o número de navegadores com suporte do que resolver as diferenças entre os browsers?, continuou o executivo. ?Mas se eu dirigisse uma empresa ou instituição dependente de Google Apps, seria completamente irracional forçar os upgrades de navegador, além de inaceitável esperar que os usuários sempre terão as versões mais novas dos browsers.?

Um porta-voz da Google não quis comentar sobre as acusações vindas da Microsoft, mas fez referência a uma reportagem intitulada ?Isso deve ser uma piada: Microsoft diz que Google é muito imprevisível?, publicada no site Business Insider. O artigo apresenta uma série de ?pecados? cometidos pela Microsoft contra empresas, incluindo o fato de a empresa ter abandonado um pacote de serviços corporativos para substituí-lo pelo próprio Office 365 de Rizzo.

Se você está procurando por uma razão pelo repentino descontentamento da Microsoft com a Google, basta olhar nas informações publicadas pela imprensa de que a gigante de buscas pode ter fechado um contrato com a General Motors para fornecer software de colaboração on-line para a famosa fabricante automobilística.

Como informa o Wall Street Journal, ?assumindo que a Google receba a aprovação final, o negócio pode ser um momento divisor de águas na missão da Google de desafiar o domínio da Microsoft em aplicativos, marcando o maior negócio fechado pela gigante de buscas desde que ela começou a vender o Google Apps em 2007.?
 
 
 
 
Fonte: Computerworld

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar