Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

QUATRO TENDÊNCIAS EM SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO PARA 2012

07/11/2011 01:00:00

O ano está chegando ao fim, mas as ameaças de segurança não mostram sinal de cessar. Para que companhias possam se preparar no quesito proteção de dados em 2012, Steve Durbin, vice-presidente de vendas e marketing da instituição de segurança Information Security Forum (ISF), lista quatro principais pontos de atenção sobre o tema.

Consumerização de TI

A primeira tendência é o rápido crescimento da consumerização de TI [no qual funcionários levam para o trabalho dispositivos móveis pessoais que acessam a rede corporativa]. Esse fenômeno fez com que a área de segurança se desdobrasse para lidar com o gerenciamento e a proteção de dados que são armazenados na empresa e nos equipamentos pessoais.

"Essa onda vai levar a falhas no cumprimento legal e na divulgação de informações de negócios", afirma Durbin. De acordo com ele, mesmo que as organizações estejam cientes desse risco, ?vamos ver problemas relacionados à cosumerização nos próximos 12 meses?.

Aumento de incidentes de hacking

Não surpreendentemente, Durbin aponta que as perdas de informação deverão continuar no âmbito corporativo e pessoal, impulsionadas por ataques de hackers. ?É por isso que os compromissos de organizações para evitar cenários como esses vão se manter, a exemplo da Sony que teve a rede invadida recentemente?, afirma.

"Não acho que algumas empresas estão levando essas ameaças a sério, porque ainda há tanto espaço para que os dados sejam roubados que nós vamos ver algumas brechas grandes e hacks vão impactar na reputação empresarial e na confiança do consumidor."

Proteção na nuvem

O aumento dos custos que estão associados à oferta de cloud computing e os ataques externos na nuvem vão aumentar, de acordo com Durbin.

"Enquanto um número de organizações estão implementando estratégias para a segurança na nuvem e para estar em linha com a conformidade, ainda temos um caminho a percorrer em determinadas áreas, principalmente porque muitas organizações ainda não sabem onde há uma cloud implementada em seus negócios", afirma.

Perda de dados

As pessoas estão cada vez mais fazendo uso da tecnologia como smartphones e tablets, aponta o especialista em segurança. Segundo ele, esse quadro aumenta a perda de equipamentos e de informações valiosas. Além disso, a distribuição de malware conduzirá o aumento do risco de perda de informações comerciais e de fraude.

Durbin acrescenta que todos os desafios apontados acima poderiam ser ultrapassados se as empresas aumentarem a conscientização do usuário e da segurança. "Tentamos colocar essa ideia em prática para que os profissionais entendam os riscos e continuem a executar suas atividades sem problemas?, finaliza.
 
 
 
 
Fonte: CIO

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar