Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

QUER MELHORAR A CONEXÃO WI-FI DA EMPRESA? VEJA CINCO PASSOS

04/11/2011 01:00:00

Laptops costumavam ser os únicos dispositivos na rede Wi-Fi de uma empresa. Contudo, o Wi-Fi se tornou um padrão utilizado por um leque gigantesco de aparelhos, incluindo desktops, notebooks, netbooks, tablets, smartphones, impressoras, dispositivos de armazenamento e projetores.

Para determinar se sua companhia precisa ou não melhorar arede wireless, é preciso saber quais são os novos recursos disponíveis para os equipamentos Wi-Fi mais recentes, e como eles podem aprimorar os serviços.

1. Melhorar a velocidade
As velocidades das conexões sem fio aumentaram de um máximo de 11 Mbps com 802.11b para até 300 Mbps ou mais, a partir do padrão 802.11n. Já que a intensidade do sinal, por ter um efeito grande na velocidade, cria áreas com uma cobertura maior por meio de múltiplos pontos de acesso e antenas melhores podem ser boas escolhas para deixar a velocidade maior. Mas existem algumas ressalvas com velocidades maiores. 

Inicialmente, o 802.11n foi de 50 Mbps para 300 Mbps por meio do uso de técnicas incluindo multiplicação de vários canais, porém esses podem não ser compatíveis com determinadas marcas e produtos, fazendo com que o dispositivo volte ao nível básico de padrão de rendimento. Além disso, existem duas frequências diferentes: 2.4GHz e 5GHz; muitos pontos de acesso utilizam ambas as bandas, entretanto depender de apenas uma pode influenciar nos resultados. 

2. Maior cobertura
Muitos pontos de acesso contam com múltiplas antenas, geramente configuradas em série (mais comum é 3x3), o que permitem uma cobertura melhor em áreas próximas a paredes, mais alcance e uma recepção mais forte a longas distâncias. Múltiplas antenas podem ser utilizadas em um ou dois modos, em série ou em dupla para as duas frequências diferentes. É recomendável que o usuário tenha pontos de acesso diferentes para as duas frequências, para aprimorar a cobertura e os resultados. 

3. Fique de olho na segurança
Todo administrador deve ficar atento às configurações de segurança dos pontos de acesso. Na verdade, algumas fabricantes (incluindo a D-Link e a Belkin) mudaram o padrão da página de configurações de rede ? o antigo username ?admin? e o campo de senha em branco ? para um nome de usuário aleatório e uma senha; mesmo assim, ainda é uma boa ideia fazer alguns ajustes na segurança. Muitos pontos de acesso permitem vários grupos de usuários, logo é possível configurar uma rede de visitantes separada que permite aos usuários acessarem a web, mas não outros recursos locais como servidores de arquivo e impressoras. 

Padrões de segurança têm-se tornado mais fáceis de serem configurados e mais difíceis de serem burlados com o passar dos anos. Há novas técnicas que podem trocar senhas automaticamente com novos dispositivos em redes wireless, porém podem não funcionar de maneira simples com aparelhos que estejam utilizando sistemas operacionais antigos, como o Windows XP. 

4. Qualidade do serviço
Quando existem dezenas ou centenas de dispositivos em uma rede, com alguns realizando atividades relacionadas ao trabalho e outros fazendo streaming de vídeos divertidos, é vital garantir que as aplicações importantes recebam banda suficiente. Alguns roteadores podem determinar a qualidade de serviço para assegurar que certas tarefas ou protocolos recebam a quantidade de banda suficiente, enquanto restringem ou diminiem o acesso à aplicações que não são essenciais. Por isso, fique atento na página de configurações do roteador.

5. Ferramentas de gerenciamento
Uma das razões pelas quais roteadores Wi-Fi de nível empresarial custam muito mais do que um simples, que transmite a mesma velocidade, são os recursos adicionais que são oferecidos. Tais ferramentas podem exibir todos os pontos da rede, rastrear quais dispositivos e usuários estão se conectando, identificar usuários, aparelhos ou pontos de acesso que não deveriam estar lá e ajuda a determinar se alguém entrou na rede em um equipamento em casa ou se um hacker conseguiu acesso.

Aparelhos mais novos podem controlar o alto rendimento, proporcionar uma cobertura melhor, intensidade de sinal e segurança e até segregar o tráfico para proteger sua conexão sem fio de usuários sem autorização. Se você estiver recebendo reclamações dos usuários a respeito da conexão sem fio, veja quais são os novos dispositivos que chegaram no mercado, e qual deles se adequa melhor às suas necessidades.
 
 
 
 
Fonte: Computerworld

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar