Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

´O YAHOO ESTÁ BEM´, DIZ PRESIDENTE DA EMPRESA NAS AMÉRICAS

19/10/2011 01:00:00

O presidente executivo do Yahoo nas Américas, Ross Levinsohn, minimizou a noção de que a recente demissão da CEO Carol Bartz tenha gerado uma reviravolta na empresa.

Levinsohn fez esse comentário mesmo com a notícia de que o presidente de tecnologia da empresa, Raymie Stata, havia sido substituído.

?Honestamente, está tudo bem?, disse o presidente executivo durante a conferência Web 2.0 Summit, ao ser perguntado sobre situação da empresa após a demissão de Carol. ?Se você já fez esse tipo de trabalho por anos, você se acostuma com isso?, afirmou se referindo as mudanças no nível executivo.

Levinsohn se recusou a comentar sobre os rumores de fusão entre o Yahoo e a AOL, e ficou mudo quando perguntado sobre o
processo de seleção de um novo CEO para a empresa.

Ex-presidente da Fox Interactive Media da News Corp., Levinsohn também se esquivou da pergunta sobre o interesse no cargo de CEO, dizendo apenas que está fazendo o trabalho que foi contratado para fazer um ano atrás.

Enquanto ele falava, um porta-voz do Yahoo confirmou que Stata foi substituído por Ash Munshi e assumirá um cargo recém-criado na empresa como "empresário em residência." A notícia foi relatada pela primeira vez pelo site All Things D.

Como vice-presidente executivo das Américas, Levinsohn supervisiona os negócios do Yahoo nas Américas Norte, Central e Sul, incluindo as vendas de publicidade, parcerias e meios de comunicação. "Eu tenho um trabalho incrível neste momento", disse ele.

Como executivos do Yahoo fazem rotineiramente, Levinsohn falou bastante sobre o alcance massivo da empresa por meio de seus sites e plataformas de publicidade, com ênfase no enfoque particular sobre o conteúdo de vídeo produzido profissionalmente.

Ainda assim, o Yahoo permanece com as finanças instáveis. Recentemente, teve problemas com publicidade nos EUA, um mercado forte e tradicional para a empresa, e com sua parceria de publicidade com a Microsoft nas pesquisas do site.

Também é perceptível que a empresa está apenas reagindo a produtos de outras empresas, como o Facebook e o Twitter.

Carol foi demitida do conselho, em setembro deste ano. Ela assumiu o cargo de CEO em janeiro de 2009, mas foi incapaz de promover a tão esperada reviravolta do Yahoo.
 
 
 
Fonte: IdGNow

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar