Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

VOLUME DE SOFTWARE ILEGAL APREENDIDO NO BRASIL CRESCE 42%

12/10/2011

O volume de apreensões de mídias com softwares ilegais cresceu 42% no Brasil em setembro, em relação ao mesmo período do ano anterior, segundo dados da ABES (Associação Brasileira das Empresas de Software) e da ESA (Entertainment Software Association). Foram confiscados 90 mil CDs e DVDs. O número é resultado de operações de combate à pirataria realizadas em São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal e no Paraná.

O estado de São Paulo foi o que mais apreendeu softwares ilegais, totalizando 33 mil unidades. Em segundo e terceiro lugares estão Paraná, com 23.974 apreensões, e Rio de Janeiro, com 21.820. O Distrito Federal ficou em quarto lugar, com 9.556 mídias de software pirata, e Minas Gerais ocupou a quinta posição, com 1.500.

Em agosto, a Business Software Alliance, entidade que representa grandes produtores de software, apontou o Brasil como o
5.º país que mais registrou downloads de softwares ilegais no mundo no primeiro semestre de 2011, com cerca de 96.938 programas baixados.

Consumo
Uma pesquisa
divulgada em setembro pela Fecomércio-RJ apontou que o consumo de produtos piratas, incluindo CDs e filmes DVDs, cresceu 48 por cento em 2010 e 52 por cento em 2011. Em números absolutos, 74,3 milhões de pessoas estimulam o mercado da pirataria, um aumento de 5,9 milhões em relação ao ano passado.

Ainda segundo o estudo, um fato preocupante é o crescimento do uso de produtos falsificados entre as classes A e B. Quase 60% dos entrevistados dessa faixa afirmou ter comprado produtos piratas, em contraste com os 47% do ano passado.

 
 
Fonte: Pcworld

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar