Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

KINECT PODERÁ RECONHECER USUÁRIOS E VETAR ACESSO A CONTEÚDO ADULTO

07/10/2011

A Microsoft quer que o Xbox 360 seja o "canivete suíço" para todas as necessidades de entretenimento do usuário: jogos, TV, filmes, músicas e DVDs. Mas isso não é tudo: a empresa pretende patentear um scanner 3D para o Kinect que poderá estimar a idade do jogador e funcionar como um controle parental automatizado. 
 
O acordo da Microsoft para obter um Xbox com TV por assinatura e baseado em web deve ser oficializado esta semana. A programação esperada deve incluir filmes, esportes, programas de TV, e músiacs. De acordo com o Bloomberg, a empresa está trabalhando com a ComCast e a Verizon para obter um serviço de TV paga, através do Xbox LIVE. A companhia de Redmond espera também assinar acordos com a Time Warner, HBO, com a Crackle, serviço de streaming da Sony Picture, com os canais Bravo e Syfy da NBC Universal e com a Lovefilm UK.
 
Ao utilizar o o Kinect, os usuários não precisarão mais utilizar os controles do console para navegar através do conteúdo. Steve Ballmer, CEO da Microsoft, afirmou que a empresa ?certamente sabe da frustração em utilizar guias, menus e controles, e que seria melhor fazer tudo isso simplesmente trazendo o Bing e recursos de Voz para o Xbox. Você fala, o Xbox encontra?. Após isso, um funcionário da empresa demonstrou o recurso ao falar ?Xbox, Bing ?The Office?? e todas as temporadas disponíveis do seriado foram exibidas na janela, listadas por demanda. 
 
Preocupado que seus filhos acessem filmes, jogos ou programas de TV impróprios para a idade deles? A Microsoft tem como resolver isso, ao automatizar os controles parentais com um scan corporal no Kinect, usado para estimar a idade do jogador. Uma patente da Microsoft pleiteada em 2010 e divulgada recentement não menciona diretamente o Kinect, mas cita uma câmera 3D que o dispositivo usaria como sensor para o Xbox 360.

De acordo com a
patente, há planos para usar essa câmera 3D para analisar o corpo do usuário e medir digitalmente o comprimento de braços, torso, largura do os ombros e altura para estimar a idade do usuário. Sendo assim, esse sistema poderia restringir o acesso a conteúdos impróprios. 
 
Se alguém estiver assistindo conteúdos adultos e uma criança entrar na sala, a tecnologia proposta detectaria o menor e mudaria para um canal mais apropriado, além de manter um ?olho digital? que percebe quando o jovem sai da sala. Esse tipo de controle parental deve funcionar como uma carta na manga para o pais, já que os filhos podem encontrar maneiras de burlar outros tipos de bloqueios.
 
 
 
 
Fonte: IDgNow

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar