Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

ACORDO COM MICROSOFT LEVA NOKIA A CORTAR 3,5 MIL PROFISSIONAIS

30/09/2011

A Nokia demitirá 3.500 funcionários como parte de uma reestruturação, após ter anunciado sua decisão de focar no sistema Windows Phone, da Microsoft.

Os trabalhadores afetados pela decisão são das áreas de fabricação, localização e vendas, além de funções de suporte, anunciou a companhia finlandesa nesta quinta-feira, 29/9.

Na área de produção, a Nokia planeja fechar sua fábrica em Cluj, na Romênia, no final deste ano, uma vez que as fábricas asiáticas da empresa fornecem produção em maior escala e benefícios de proximidade, de acordo com a companhia.

A Nokia também está reavaliando como aproveitar melhor suas operações de produção na Finlândia, Hungria e México. As mudanças planejadas impactarão no número de funcionários em 2012.

A Nokia também está consolidando as áreas de localização, incluindo a Navteq, e as operações de serviços de localização social da companhia.

Além disso, a fabricante vai concentrar seus esforços de desenvolvimento em Berlim, Boston, Chicago e outros locais de suporte, enquanto encerrará suas operações em Bonn, na Alemanha, e Malvern, nos EUA.

As mudanças são dolorosas, mas necessárias, e transformarão a Nokia em uma ?concorrente mais dinâmica, eficiente e ágil?, afirmou o CEO da companhia, Stephen Elop, em um comunicado oficial.

O fechamento da fábrica em Cluj e os ajustes relacionados à cadeia de distribuição terão um impacto estimado em 2.220 funcionários. Já as mudanças nos services de localização e vendas devem afetar por volta de 1.300 trabalhadores, segundo a Nokia.

As demissões são uma adição às medidas anunciadas pela empresa no início do ano. Em abril, a Nokia disse que iria transferir as atividades do Symbian para a Accenture, repassando assim 2.800 funcionários para a companhia, além de cortar cerca de 4 mil empregos.

A Nokia está em uma situação ruim atualmente, uma vez que as vendas dos smartphones Symbian caíram de forma mais rápida do que o esperado, e grandes volumes dos aparelhos baseados no WP7 só devem chegar em 2012.

De acordo a assessoria da Nokia no Brasil, as demissões não terão impacto no mercado brasileiro.
 
 
 
 
Fonte: Computerworld

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar