Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

PESQUISA REVELA RANKING DAS COISAS IRRITANTES NO ESCRITÓRIO

29/09/2011

 

O LinkedIn, rede profissional com mais de 120 milhões de membros em todo o mundo e mais de 4 milhões no Brasil, anunciou nesta quarta-feira, 28, os resultados de uma pesquisa sobre os fatores que mais irritam os profissionais em seus ambientes de trabalho.

A pesquisa revelou algumas diferenças interessantes entre países e respectivas culturas, por exemplo:

- Brasileiros mostraram-se os mais irritados com a fofoca excessiva no escritório;

- Norte-americanos são os que mais detestam constatar que alguém roubou sua comida do refrigerador disponível na empresa;

- Alemães lideram a lista dos que ficam muito bravos com a sujeira encontrada em eletrodomésticos de uso coletivo no escritório (aparelho de microondas e refrigerador, por exemplo);

- Indianos odeiam ouvir os constantes toques de telefones celulares dos colegas;

- Japoneses são os que mais detestam ser motivo de piadas na companhia.

Também foi possível registrar diferenças entre sexos. No Brasil, o uso de roupas inadequadas (blusas decotadas e saias curtas, por exemplo) no escritório irrita mais mulheres do que homens; 76% do público feminino contra 44% do masculino.

Independentemente de nacionalidade ou sexo, o fator que mais irrita no escritório (78% dos mais 17 mil de profissionais entrevistados pelo LinkedIn) é ?pessoas que não se responsabilizam por suas atitudes e decisões?.

O LinkedIn faz ainda um alerta importante para quem busca uma nova oportunidade: no Brasil, os responsáveis por definir eventuais contratações ficam muito mais irritados com funcionários que abusam na quantidade de ligações pessoais durante o expediente, do que os líderes que não têm sob sua responsabilidade a escolha de novos talentos para a empresa.

?Comportamentos que irritam os demais integrantes do time contribuem para um clima de desconfiança e conflito. Isso certamente tem influência no relacionamento interpessoal e, consequentemente, na produtividade da equipe?, afirma Marilda Andrade, professora de liderança e gestão de pessoas do Insper (Instituto de Ensino e Pesquisa). ?Muitas vezes, os líderes estão preocupados com aspectos técnicos ou funcionais da conduta de seus liderados e têm dificuldade em perceber que os pequenos incidentes gerados por esses conflitos aparentemente pouco importantes é que vão, ao longo do tempo, desgastando as relações?, conclui Marilda.

O país que mais registrou fatores que irritam no trabalho é a Índia, e a Itália foi a nação cujos profissionais menos listaram reclamações. Dentre os 16 países pesquisados, o Brasil ficou em quarto lugar no ranking.


 
 
 
Fonte: Convergencia Digital

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar