Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

JORNALISTA MEXICANA É DECAPITADA APÓS FAZER DENÚNCIAS NO FACEBOOK E TWITTER

27/09/2011

O corpo da jornalista mexicana Maria Elizabeth Macías Castro foi encontrado sem a cabeça na beira de uma estrada na cidade de Laredo, no México, no último sábado (24/09). Nos últimos dias, ela vinha postando, tanto no Facebook quanto no Twitter, sob o pseudônimo "La NenaDLaredo", algumas mensagens sobre grupos criminosos e denúncias de corrupção dos governos locais. Um bilhete deixado junto a seu corpo dizia que ela foi morta por "falar demais nas redes sociais" e atribuía o assassinato a um grupo criminoso local, afirmam jornais da região. Ainda não se sabe qual foi o comentário que mobilizou a tragédia.

Informações de diversos veículos dão conta de que grupos organizados estão aterrorizando a população do norte do México, forçando as pessoas e, principalmente, a imprensa, a ficar em silêncio. Por isso, as mídias sociais acabaram se tornando a válvula de escape: por trás de pseudônimos no Facebook e Twitter, várias denúncias de irregularidades, corrupção e tráfico de drogas começaram a ser feitas.

A jornalista não foi a primeira vítima desses grupos. Há duas semanas, outros dois jovens foram enforcados em uma passarela na mesma cidade, com bilhetes que também citavam comentários em redes sociais.
 
 
 
Fonte: Olhar Digital

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar