Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

TAXA DE ATUALIZAÇÃO E A MANIPULAÇÃO DOS NÚMEROS

21/09/2011

Recentemente, alguns fabricantes começaram a turbinar números referentes à taxa de atualização, característica que indica o número de vezes, por segundo, que uma imagem é renovada na tela, nas TVs LED-LCD. Basta uma breve pesquisa para verificar displays de 480Hz, 720Hz e até 960Hz quando há modelos de 240Hz, 120Hz e 60Hz. Ora veja que evolução, maior até que nas TVs de plasma com seus 600Hz! O objetivo é claríssimo: chamar a atenção dos consumidores e tentar se diferenciar da concorrência.

Além de levar em conta a taxa de atualização, as empresas consideram a velocidade do processador durante a interpolação dos quadros intermediários e da tecnologia de backlight, que deve estar em perfeita sincronia com o painel LCD, a fim de reduzir os efeitos fantasmas e blur. O que dizem: todos esses fatores podem influenciar na captação de cada bit contido em cenas dinâmicas e, consequentemente, na nitidez das imagens.

Felizmente, essa nova forma de medição ainda não foi adotada formalmente pela indústria. Por isso, a dica: desconfie sempre dos números, leia as entrelinhas das especificações técnicas, se informe no HT Forum e sites especializados e, finalmente, tenha uma experiência ?in loco? com a TV que você tanto deseja.

Em tempo: a Samsung incrementa a taxa de atualização de suas TVs com o tal CMR (Clear Motion Rate); a LG (Motion Clarity Index) e a Sony Motionflow XR 960.
 
 
 
 
Fonte: Planet Tech

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar