Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

INTEL É CRITICADA POR ´PREÇO ALTO´ DOS SEUS ULTRABOOKS

19/09/2011

A Intel espera redefinir o mercado de PCs com uma nova categoria de notebooks finos e leves chamados ultrabooks. Mas, por cerca de mil dólares, seu preço alto deixa dúvidas sobre a viabilidade dos produtos, afirmaram analistas que estiveram presentes no Fórum de Desenvolvedores da empresa, o IDF, realizado nesta semana nos Estados Unidos.

A fabricante colocou o preço inicial dos ultrabooks em torno de mil dólares, e espera que os notebooks representem 40% das suas vendas de laptops no final do próximo ano. Mas analistas que estiveram na IDF afirmam que os preços não cairão bem em um mercado em baixa de PCs onde os consumidores estão em busca de bons negócios. Os ultrabooks podem permanecer como um produto de nicho, como o MacBook Air da Apple, se os preços não caírem, afirmaram os analistas.

A companhia lançou o ultrabook após extensas pesquisas sobre designs de notebook e experiências de usuários, afirmou o gerente geral de plataformas móveis da Intel, Erik Reid, em entrevista. Os ultrabooks são um redesign dos notebooks tradicionais com novos componentes e hardware de menor força, e a fabricante está incitando as fabricantes de PC a adotar novos designs de laptop, afirma Reid.

Otimismo
Os ultrabooks não foram criados para substituir netbooks ou outros laptops de baixo custo, mas Reid espera que os ultrabooks ocuparão uma fatia considerável ? de até 40% - das vendas de notebooks entre consumidores finais até o final do ano que vem. 

?À medida que os volumes aumentem e levemos mais negócios para o mercado, então os preços começarão a cair para o grande público?, disse Reid. O executivo não definiu o alcance estimado dos preços, dizendo que isso depende da configuração e das fabricantes de computador.

Os ultrabooks começam a ser vendidos nesse mês. A Lenovo anunciou o IdeaPad US300S, que tem preços a partir de 1.200 dólares nos EUA; a Acer tem o Aspire S3, com preço inicial de 1.100 dólares; e a Toshiba chega com o Portege Z830, que a companhia afirma que custará menos de mil dólares. Os ultrabooks possuem processadores Core baseados na microarquitetura Sandy Bridge.

Apesar de os designs finos e leves dos ultrabooks mostrados na IDF terem impressionado os analistas, não é possível dizer o mesmo dos preços. E também há a questão sobre o timing da chegada dos computadores, considerando que uma nova arquitetura de chip com recursos avançados da Intel deve chegar em alguns meses e o sistema Windows 8 também não deve demorar muito.
 
 
 
 
 
Fonte: IdgNow

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar