Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

HACKER QUE ASSINAVA RECIBO DE EXTORSÃO É PRESO EM FLAGRANTE EM NATAL

15/09/2011

A Polícia Civil do Rio Grande do Norte prendeu, na noite desta terça-feira (13), um hacker acusado de extorquir empresas de hospedagem de sites em Natal. O jovem Djanilton Xavier Silva dos Santos, 20, foi detido em flagrante após receber R$ 500 de um empresário que estava sendo extorquido pelo rapaz.

A extorsão funcionava da seguinte forma: o jovem invadia o banco de dados do provedor da internet da empresa, colhia informações que julgava relevantes, as mostrava ao responsável pela empresa e pedia uma quantia para que elas não fossem divulgadas e para que o banco de dados voltasse a ser seguro por dois anos.

Segundo a polícia, o detalhe mais curioso da transação ilegal é que ela era regida por contrato e emissão de recibo. Assim seria nesta terça-feira, mas deu errado para o rapaz. Quando o dinheiro foi entregue, e antes de assinar o recibo, ele foi preso. Toda a negociação estava sendo presenciada por um policial à paisana.

Segundo a Delegacia Especializada em Falsificações e Defraudações (DEFD), o acusado é sócio de uma lan house na periferia de Natal. O outro sócio do empreendimento é um soldado do Exército, que informou aos policiais que não sabia do golpe aplicado por Santos.

A investigação durou cinco meses. Nesse período, Santos invadiu diversos sites e destruiu banco de dados. O principal alvo era uma empresa sediada em Capim Macio, zona sul de Natal.

"O rapaz invadia os sites, furtava informações e bagunçava o banco de dados, depois enviava emails informando que sabia os pontos vulneráveis dos sites, e a empresa teria que pagar para que ele não voltasse a invadir. Mas a infantilidade dele fez com que conseguíssemos prendê-lo", disse o agente de polícia civil Edson de Jesus Dias.

Cansado das ameaças, o proprietário da empresa entrou em contato com a polícia e, nesta segunda-feira (12), informou que havia marcado um encontro com o acusado, que buscaria o valor de R$ 500. A negociação foi acompanhada por um policial, que se passou como funcionário da empresa.

Na conversa com o empresário, o hacker demonstrou ter amplo conhecimento na área da informática e, após assinar o recibo e contrato, recebeu voz de prisão. "O rapaz não teve nem como negar nada porque tudo foi presenciado pelo policial.?

Santos confessou o crime e disse que fazia as invasões na própria lan house da qual é sócio. Ele contou que aprendeu a invadir sites sozinho, com ajuda de pesquisas na internet.

Após a prisão, a polícia ainda fez buscas na lan house de propriedade do acusado e apreendeu um dos computadores utilizado por Santos.

O rapaz confirmou ainda à polícia que usava o codinome "D3XSS", iniciais do hacker. ?Ele confessou que as invasões ocorriam como forma de divertimento para testar seu conhecimento adquirido nas pesquisas", afirmou Dias.

O acusado afirmou aos policiais que começou a atacar sites por ?curiosidade?, após analisar como outros hackers agiam. ?Ele disse que era um curioso e autodidata. Pela inexperiência, é provável que agia sozinho.?

Santos foi preso acusado de extorsão, caracterizada pelas ameaças que fez por e-mail e pelo recibo assinado por ele, além de furto, pelas informações que ele obteve ao invadir o banco de dados da empresa.

O rapaz está preso na delegacia da Zona Sul, de onde deverá ser transferido para o sistema prisional do Rio Grande do Norte ainda hoje.
 
 
 
 
Fonte: Uol

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar