Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

APÓS JOBS SAIR, CHEFE DO ITUNES É PROMOVIDO A VICE-PRESIDENTE DE SOFTWARE E SERVIÇOS

02/09/2011

A Apple promoveu um dos executivos veteranos da empresa, Eddy Cue, ao cargo de vice-presidente sênior de Software e Serviços de Internet. A mudança marca um dos primeiros movimentos do novo CEO da empresa, Tim Cook, que substitui Steve Jobs no comando da empresa desde a semana passada. As informações são da ´´Reuters´´.

Há 22 anos trabalhando na Apple, Cue foi um dos responsáveis pela criação da loja online da empresa em 1998, do iTunes em 2003 e da App Store em 2008, o que levou o executivo a ser conhecido como ?chefe do iTunes?.

No novo cargo, o executivo vai expandir suas atribuições e comandar o serviço de publicidade iAd, além do iBook, loja de livros eletrônicos, e o iCloud, que permite o armazenamento em nuvem e sincronização de arquivos entre dispositivos Apple. Ele se reportará diretamente a Cook.

Renúncia de Jobs

Steve Jobs, cofundador da Apple, anunciou no último dia 24 que estava deixando a direção da empresa que ajudou a criar junto com Steve Wozniak na década de 70.

?Eu sempre disse que se houvesse um dia em que eu não pudesse mais cumprir minhas atribuições como diretor-executivo, eu seria o primeiro a dar a notícia a vocês. Infelizmente, esse dia chegou?, diz o início do comunicado.

Doença recorrente

Em 2004, Steve Jobs submeteu-se a uma cirurgia para a retirada de um tipo de tumor no pâncreas, mas continuou os trabalhos na Apple normalmente. Em janeiro de 2009, Jobs ausentou-se pela primeira vez do cargo de CEO, alegando precisar de tempo para dedicar à saúde.

Seis meses depois, mais magro,  Jobs voltou à empresa, apareceu em público e disse ter realizado um transplante de fígado: ?Agora eu tenho um fígado de uma pessoa de 20 e poucos anos que morreu num acidente de carro  e foi generosa o suficiente para doar seus órgãos?, disse sorridente durante a apresentação de novos modelos de iPods.

Em janeiro de 2011, Jobs ausentou-se pela segunda vez, novamente alegando problemas de saúde. Ainda mais magro e ofegante, Jobs fez uma participação especial e foi um dos destaques do evento para desenvolvedores da Apple, o WWDC, onde apresentou as novas versões do sistema operacional da companhia.

Quem é Tim Cook

Pouco conhecido pelo grande público, o segundo executivo na hierarquia da Apple, no entanto, é uma figura familiar no mercado de tecnologia. Cook era quem geralmente assumia as funções de Jobs enquanto o CEO cuidava da saúde. A primeira vez foi em 2004, durante dois meses, enquanto Jobs se recuperava de uma cirurgia para remoção de um tumor no pâncreas. A segunda, em 2009, por cerca de seis meses, quando Jobs passou por um transplante de fígado.

Tido como ?discreto? e ?prático?, Cook sempre foi visto como o substituto definitivo mais provável para o posto de executivo principal da Apple, caso Jobs se aposentasse. O atual chefe de operações garantiu o cumprimento do cronograma de lançamentos da Apple nas ocasiões em que Jobs esteve ausente e, ainda que longe de ter o mesmo apelo ?visionário? do fundador da empresa, Cook tem a confiança de investidores e analistas. Executivos que já trabalharam na empresa disseram ao jornal ?Financial Times? que a Apple está em ?boas mãos? e que Cook é tão exigente quanto Jobs.

Numa comparação entre os dois executivos da empresa, o ?New York Times? descreveu Jobs como ?obcecado por cada detalhe dos produtos da Apple?, enquanto Cook é ?obcecado com todas as minúcias de pouco glamour das operações da Apple?. A reportagem afirma que foram as habilidades complementares dos dois que ajudaram a Apple a ?dar a volta por cima?, passando de ?empresa prestes a falir? a ?empresa de tecnologia mais valiosa do mundo?, ultrapassando o posto ocupado pela Microsoft até meados de 2010.
 
 
 
 
Fonte: Uol

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar