Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

REDES SOCIAIS: AS MELHORES PARA ENCONTRAR EMPREGOS EM TI

01/09/2011

Se você está em busca de um emprego em TI, sites podem ajudá-lo a localizar anúncios no setor. Nesses casos, é adequado cadastrar-se no LinkedIn. A rede social é a mais indicada para encontrar vagas em TI porque as empresas que procuram preencher posições abertas usam a ferramenta mais do que qualquer site de rede social.

Segundo pesquisa recente realizada pela Jobvite, provedor de software para rastreamento de recrutamento em redes sociais, quase dois terços (63%) dos anúncios de TI são compartilhados no LinkedIn. No Facebook ,18%, e no Twitter, 17%. O levantamento foi realizado de maio a junho de 2011 com mais de 800 profissionais de RH e de recrutamento.

O LinkedIn também é terreno fértil para localizar posições de gestão de produtos e empregos relacionados à engenharia. No site, há 67% de referências relacionadas a trabalhos de gestão de produtos e 55% em engenharia, de acordo com a Jobvite.

Engenheiros de hardware e de software também não devem fechar os olhos para o Twitter e o Facebook. Essas redes sociais são boas fontes de referências. De acordo com o levantamento, 23% das citações estão relacionadas a trabalhos de engenharia no Twitter e 22% no Facebook.

Tomando como base os dados da Jobvite, os profissionais de TI podem esperar que o Facebook e o Twitter se tornem elementos importantes de pesquisa para localizar emprego. Reforça essa visão o fato de que, de acordo com Jobvite, 55% das companhias entrevistadas usam o Facebook para encontrar candidatos, 47% o Twitter e 40% usam as três fontes.

Globalmente, o número de companhias que utilizam redes sociais como parte da estratégia de recrutamento e de contratação continua a aumentar: 89% das companhias de recrutamento e de RH ouvidas pela Jobvite planejam utilizar as redes sociais em 2011, número acima do registrado em 2010 de 83%.

Organizações continuarão a usar redes sociais para localizar candidatos. Quase dois terços (63%) dos empregadores contrataram com sucesso um colaborador por meio de uma rede social. O número é bem acima daquele registrado em 2010 de apenas 5%. Não surpreendentemente, eles registraram maior sucesso no LinkedIn: 95% encontraram funcionários na rede social. Facebook e Twitter obtiveram menos sucesso, com 24% e 16% respectivamente.

TI e profissionais que executam recrutamento e seleção que desejam usar esses sites para descobrir profissionais devem se certificar de que os perfis são atualizados e não são repleto de informações descenssárias, já que dados da Jobvite mostram que os empregadores estão cada vez mais em busca de perfis dos candidatos on-line antes de efetuar contratações. Quase um em cada dois empregadores, ou seja 45%, dizem que sempre busca perfis dos candidatos na web. Em 2010, era 32%. Quase um terço (2%), ocasionalmente, pesquisa perfis dos candidatos na internet.
 
 
 
 
Fonte: Computerworld

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar