Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

HITACHI FECHA ACORDO DE COMPRA DA EMPRESA BRASILEIRA LINEAR

26/08/2011

A fabricante brasileira Linear e Equipamentos Eletrônicos acaba de ser comprada pela Hitachi Kokusai Electric. O negócio foi anunciado durante a feira Broadcast & Cable 2011, que encerrou hoje (25/8), em São Paulo. O presidente da companhia, Carlos Fructuoso, informa que o grupo japonês fechou acordo para adquirir 70% do controle da empresa nacional.

?Essa participação será no longo prazo e não de imediato?, informou Fructuoso, um dos fundadores da Linear, que operara no Brasil há 34 anos com fábrica instalada na cidade de Santa Rita do Sapucaí (MG). Ele não revelou o valor da transação, que chegou a ser estimado pela imprensa  em 13 milhões de dólares.

A Linear fabrica equipamentos para TV digital e transporte de sinais. A empresa também exporta e conta com uma planta industrial também nos Estados Unidos para equipamentos de TV digital no padrão norte-americano, que abastece aquele mercado e o Canadá. Segundo, Fructuso, a indústria brasileira atende a cerca de 40 países, incluindo os da América Latina, Ásia, África e Estados Unidos.

?Percebemos que tínhamos muita sinergia com a Hitachi e agora vamos ter uma linha completa de produtos para atender ao Brasil e aos mercados em que atuamos?, informou Fructuoso à COMPUTERWORLD. Porém, ele destaca que o maior ganho para a Linear com aquisição é a entrada da empresa no Japão, país onde a companhia ainda não havia chegado.

?As pessoas aqui no Brasil sempre dizem que os produtos dos japoneses são melhores que os nossos. Agora é nossa oportunidade de mostrar que somos bons em tecnologia, tanto que vamos vender no Japão com a Hitachi?, afirma o presidente da Linear. Ele considera que o acordo é estratégico para a Linear ganhar mais fôlego e enfrentar concorrentes como a Harris e Screen Service.

Além de levar equipamentos de TV digital para o Japão, a Linear aumentará a sua oferta. A empresa passará a oferecer câmera de alta definição e equipamentos para broadcast no Brasil em nos demais mercado em que opera. O nome da empresa deverá ser mantido.
 
 
 
Fonte: Computerworld

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar