Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

TRÊS TENDÊNCIAS DE USO DA TECNOLOGIA QUE SUA EMPRESA NÃO PODE IGNORAR

12/08/2011

A tecnologia está evoluindo - e rápido. E embora possa não ser fácil manter-se em dia com todas as novidades, sua empresa não pode se concentrar apenas sobre as mudanças que estão acontecendo hoje. Para moldar o futuro da sua organização e da sua indústria você precisa olhar além, para as tendências tecnológicas que estão surgindo no horizonte. Por quê? Porque quanto mais você puder antever os cenários tecnológicos, maiores serão as chances de usá-lo de forma criativa para ganhar vantagem competitiva.

Como alguém que exercitou aos longo dos últimos 25 anos a arte de prever o futuro da tecnologia, exorto todos os líderes de TI a concentrarem suas atenções em três tendências emergentes que irão remodelar o cenário dos negócios como nós o conhecemos.

1. Treinamento just-in-time

Graças a nuvem, estamos à beira de uma revolução na capacitação de pessoal. A tecnologia permitirá que as pessoas usem seus laptops, smartphones e tablets como ferramentas para receber treinamento just-in-time. Em português claro, precisamente na hora em que necessitarem dele para a execução de uma tarefa. No atual modelo de capacitação usado por muitas organizações, as pessoas recebem treinamento para uma variedade de coisas antes que realmente necessitem serem peritos nelas. Isso obriga a temporadas de ausência de suas atividades diárias e a gastos elevados para as empresas. O custo benefício nem sempre compensa.  Com o treinamento  just-in-time, as empresas podem manter as pessoas no campo, abrindo mão de treinamentos longos, fornecendo a elas em tempo real as informações e habilidade necessárias à conclusão de um trabalho ou de uma tarefa.

Por exemplo, suponha que sua equipe de TI tem que instalar um novo hardware em todos os locais de sua empresa. Novo e complexo, o hardware requer procedimentos de instalação especiais. Em vez de enviar sua equipe de TI para um curso de formação, você pode optar por mantê-la no local de trabalho, sem a formação específica. Quando algum de seus integrantes precisar instalar o hardware ou dar o devido suporte, ele poderá receber o treinamento sobre como fazê-lo em tempo real através de seus dispositivos móveis.

E não para aí. Suponha que o profissional de TI use o módulo de treinamento just-in-time através de um tablet, mas continue com dúvidas sobre um determinado aspecto da instalação. Tudo o que ele tem que fazer é tocar ícone de  "ajuda" na tela para se conectar, imediatamente, a um instrutor, via videoconferência. Em vez de apenas reportar a dúvida ao instrutor, o profissional de TI poderá mostrar a ele os procedimentos executados e seus resultados. O  instrutor poderá ver remotamente o mesmo que a pessoa da sua equipe vê e dizer a ela exatamente o que fazer, como se ele estivesse presente no local da instalação. Estamos falando de uma economia fantástica e de aumento da eficiência!

Tem mais: a aplicação da tecnologia de treinamento just-in-time vai muito além do auxílio a tarefas corriqueiras como instalação e reparo. Pode ser usada para treinar pessoas em um novo software, informar os vendedores sobre as características de um produto,  instruir funcionários sobre as novas políticas e procedimentos, etc.  E é diferente e melhor do que um tutorial padrão, porque o treinamento pode ser acessado através de qualquer dispositivo, em qualquer lugar e a qualquer momento.

2. Poder de processamento sob demanda

A maior largura de banda disponível para os nossos dispositivos móveis já nos permite conexão a soluções tecnológicas  baseadas na nuvem mais fácil e mais rápido do que nunca. E uma coisa que sabemos sobre a largura de banda é que ele vai continuar aumentando. Por isso, em breve seremos capazes de tirar partido de uma outra tendência que chamo de poder de processamento sob demanda - ou poder de processamento virtualizado.

Um dispositivo móvel tem apenas uma certa quantidade de poder de processamento. Mas se você pode ter acesso a poder de processamento adicional através de nuvem, você pode transformar seu celular em um super computador onde será possível fazer simulações avançadas, cruzamentos e análises de dados em tempo real.

Seu dispositivo portátil é tão poderoso e avançado como o seu desktop. Imagine o aumento da produtividade, se cada um dos funcionários da sua empresa tiver a capacidade de fazer o trabalho complexo que exigia poder de processamento avançado enquanto estiverem na estrada, armados com nada mais do que o seu dispositivo móvel. O que essa mudança faria por sua companhia?

3. Aplicações criativas da tecnologia

Diante dessas duas tendências e outros por vir, líderes empresariais têm que considerar o que seus funcionários serão capazes de fazer com a tecnologia. Já não é mais suficiente apenas implantar a tecnologia, mas considerar sua aplicação de forma criativa, a fim de ganhar vantagem competitiva.

Portanto, você precisa ir para seus clientes internos (todas as pessoas que utilizam a tecnologia na empresa) e pedir para que descrevam as tecnologias que gostariam de ter para aumento de produtividade. Dar o que eles pedem, mas perceber que eles certamente deixarão de tirar da tecnologia entregue todos os benefícios que ela pode dar, por total desconhecimento.

A chave para ter sucesso é ser capaz de dar às pessoas a capacidade de fazer o que atualmente não podem fazer, mas gostariam de fazer, se soubessem que poderiam. Anos atrás as pessoas não pediriam pediram um iPhone [4] ou um BlackBerry. A necessidade oculta, atendida por esses dispositivos, foi a capacidade de acessar seu e-mail e Internet sem estar amarrado a seu desktop ou laptop.

É preciso também ensiná-los a usar a tecnologia disponível hoje de uma forma criativa. Por exemplo, existem literalmente milhares de recursos do Microsoft [5] Word que você pode selecionar. A maioria das pessoas usa apenas um terço dessas características. E seus concorrentes estão usando as mesmas características, o que significa que você não está recebendo qualquer verdadeira vantagem competitiva. Então você precisa perguntar: "Quais são as que poderiam levar o nosso grupo de vendas (ou de RH, ou departamento de contabilidade, ou pessoas de logística, etc) a usar recursos existentes no software que ninguém sabe estão ká disponíveis para uso?" A maioria dos departamentos de TI não faz essa pergunta, porque está ocupada demais para garantir que tudo esteja conectado, funcionando bem e de forma segura. E se eles não estão pedindo...

Quem, na sua organização, olha para as ferramentas que você já tem perguntando se eles estão sendo subutilizadas? Aposto que "ninguém". Portanto, me atrevo a dizer que todas as suas ferramentas são subutilizadas.

Portanto, você precisa implementar uma forma de comunicação que envolva os diferentes grupos de funcionários da empresa - vendas, logística, compras, contabilidade, RH, etc - e engajá-los no desafio de compreender o poder das ferramentas que eles têm acesso. Uma sugestão é  diariamente mostrar-lhes uma "característica" da tecnologia disponível e como ela pode tornar sua vida mais fácil. Dar a eles dicas, informações curtas, divertidas, e envolventes, em vez de um documento de cem páginas detalhando todas as características (que ninguém vai ler de qualquer maneira). Talvez você ainda possa personalizar essa ideia e aplicá-la de modo que os diferentes grupos obtenham informações adaptadas para eles e suas necessidades.

É hora de criar o futuro da sua empresa

Muitos líderes empresariais vão dizer que estão ocupados demais para tratar de qualquer dessas tendências. Mas se você não tratá-los, quem o fará? Em última análise, quem dirige estas tendências dentro de uma organização será percebido como um colaborador significativo para a empresa, alguém vale a pena manter - e alguém com alto valor no mercado. 
 
 
 
 
Fonte: CIO

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar