Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

BRASILEIROS NÃO DESGRUDAM DO E-MAIL CORPORATIVO NEM NAS FÉRIAS

03/08/2011

Pesquisa realizada pela IDC, encomendada pela Unisys, revela que revela que 36% dos brasileiros entrevistados checam seu e-mail do trabalho durante as férias. O estudo Consumerização de TI entrevistou 306 funcionários, residentes nas principais cidades do Brasil, que usam dispositivos móveis e redes sociais no do seu dia dia no ambiente de trabalho.

Mesmo nos dias de folga, 77% dos consultados afirmaram que conferem seu e-mail pessoal. Outras situações inusitadas em que os brasileiros entrevistados relatam abrir seu e-mail profissional são: assistindo televisão (40%); no carro, como passageiro (42%); numa reunião de família (21%); na cama (20%) e no carro, dirigindo (18%).

Os usuários de IPad corporativo tendem a trabalhar mais a partir de diferentes lugares e situações, do que aqueles que usam outros dispositivos, segundo o levantamento. Enquanto pouco mais de 1/3 afirma acessar o e-mail profissional nas férias, esse número sobe para 45% entre os que utilizam o tablet corporativo, ou seja, quase metade dos brasileiros consultados.

Passageiros no carro, 75% dos usuários de iPads da empresa checam seu e-mail profissional. Outro local onde esse comportamento é bastante recorrente são os restaurantes: 68% dos trabalhadores responderam que utilizam o tablet da empresa para conferir mensagens de sua caixa nesses locais.

?As organizações de TI devem notar que os limites entre os tempos pessoal e de trabalho estão desaparecendo e que os funcionários estão usando dispositivos pessoais para acessar tanto informações corporativas como pessoais?, explica Paulo Roberto Carvalho, diretor de negócios de outsourcing da Unisys para Brasil e América Latina e porta-voz oficial do estudo.

Carvalho dá uma dica para as áreas de TI: ?Implementar processos novos e mais dinâmicos alinhados ao novo comportamento de trabalho e necessidades dos usuários. Não basta apenas oferecer suporte para dispositivos adquiridos pelas empresas e sim também para as tecnologias de uso pessoal dos funcionários, que são utilizadas no ambiente de trabalho, e estabelecer políticas e práticas de segurança apropriadas?.

O estudo divulgado pela Unisys entrevistou também 101 executivos de diversas organizações localizadas no Brasil. Globalmente, foram consultados aproximadamente 2660 iWorkers e cerca de 560 líderes de áreas de TI de nove países (incluindo o Brasil).
 
 
 
Fonte: IdgNow

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar