Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

PLAYSTATION STORE VOLTA AO AR NO JAPÃO NESTA SEMANA

05/07/2011

A Sony vai restaurar totalmente os serviços da PlayStation Store no Japão nesta semana, colocando um ponto final na suspensão de dois meses e meio e também no embaraçoso incidente iniciado com o maior vazamentos de dados pessoais da companhia.

Os usuários do Japão poderão acessar todas as funções da PlayStation Store e serviços Qriocity  a partir de 6 de junho (quarta-feira), afirmou hoje a Sony. A PS Store é uma loja online que oferece games e vídeos para os usuários, ao passo que no Qriocity é possível obter vídeos para aparelhos eletroeletrônicos com conexão com a internet, como televisores.

Os serviços foram suspensos mundialmente em 20 de abril, quando a Sony detectou que uma sofisticada intrusão havia ocorrido no banco de dados do sistema, em San Diego (EUA).

Uma investigação concluiu que os cibercriminosos conseguiram passar despercebidos por três firewalls para roubar todos os 77 milhões de registros de contas. As informações continham nomes, endereços de e-mail, logins e senhas. Inicialmente houve o temor de que os hackers houvessem conseguido também números de cartões de crédito. Mais tarde, a Sony informou que não foi possível encontrar evidências de que esse banco de dados tivesse sido acessado.

A empresa pediu que todos os usuários mudassem as senhas e até hoje não foi reportado nenhum caso de utilização indevida de cartões de crédito ligado ao ataque.

Demora
O ciberataque deixou a Sony cambaleante e os serviços ficaram fora do ar por semanas enquanto a companhia reconstruía o sistema de segurança. A empresa reapresentou o serviço em etapas, primeiramente restabelecendo os jogos online na América do Norte, Europa, Oriente Médio, Austrália e Nova Zelândia em meados de maio. Em seguida, o online gaming voltou a funcionar na Ásia, em junho, e, subsequentemente, a PlayStation Store foi relançada para todo o mundo, exceto para o Japão.

A loja online permaneceu offline no Japão enquanto a Sony debatia com autoridades sobre a falha que levou ao vazamento de dados, além de apresentar a elas o novo sistema de segurança, de acordo com Satoshi Fukuoka, porta-voz da Sony Computer Entertainment em Tóquio. Com o progresso das discussões, a empresa aogra está pronta para restabelecer o serviço.

Quando isso acontecer, o serviço será restaurado globalmente, voltando ao mesmo nível que estava antes do ciberataque.

A invasão e a resposta da Sony são estimados em um custo próximo a 14 bilhões de ienes (US$170 milhões) neste ano fiscal, segundo a empresa. Esse número inclui o custo de contratar diversas empresas de segurança para investigar o ciberataque, reconstruir o sistema de segurança, monitorar roubo de identidade em alguns países e oferecer jogos grátis para usuários.
 
 
 
 
Fonte: IdgNow

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar