Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

POLÍCIA FECHA CERCO AO GRUPO HACKER LULZSEC

01/07/2011

O tempo pode estar acabando para os membros do LulzSec à medida que a polícia continua a aumentar suas investigações sobre o grupo hacker.

Na segunda-feira (27/6), o FBI executou um mandado de busca em uma casa em Hamilton, Ohio ? uma batida que a mídia local ligou a investigação em andamento sobre o LulzSec. A ação acontece dois dias após o grupo hacker terminar uma agitação de hackeamento ao publicar documentos internos da operadora americana AT&T e dados roubados de fóruns de games e de um site da OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte).

O porta-voz do escritório do FBI em Cincinnati, Michael Brooks, afirmou que realmente ocorreu uma busca em endereço na Jackson Road, em Hamilton, mas não confirmou ou negou que a prisão tenha ligação com o LulzSec. O mandado no caso é mantido sob sigilo e o nome da pessoa interrogada pelo FBI não foi liberado.

Prisão
Na semana passada a polícia inglesa prendeu Ryan Cleary, em Wickford, Essex, apontado como o operador do servidor IRC (Internet Relay Chat) do grupo, além de, segundo rumores, também terem interrogado outra pessoa com possível conexão com o grupo, Laurelai Bailey.

No início desta semana, um dos líderes do LulzSec, conhecido como Topiary, apagou suas mensagens no Twitter e disse que estava ?saindo?.

Grupos intitulados A Team e LulzSec Exposed apareceram nos últimos dias e começaram a postar informações sobre os membros do grupo ? todas as quais estão sendo investigadas pelo FBI, de acordo com uma fonte familiar com o assunto.

Na verdade, o próprio LulzSec pode ter sido o estímulo para a busca dessa segunda-feira. Na última semana o grupo se voltou contra dois de seus ex-membros e publicou informações pessoais deles, dizendo que eles responsáveis por crimes de tecnologia e encorajando o FBI a investigá-los. O grupo hacker havia ficado irritado pois acreditava que esses dois ex-membros havia publicado registros de conversas expondo um pouco de suas atividades internas.

Um deles, que usam os nomes hackers [redacted] e m_nerva, era morador de Hamilton, Ohio ? justamente a cidade onde foi realizada a busca nesta segunda.

Alvo
O LulzSec tem sido alvo de forças policiais internacionais após ter hackeado sites pertencentes a agência inglesa Serious Organised Crime, ao Public Broadcasting Service dos EUA, a CIA (EUA também) e vários grupos afiliados ao FBI.

E foi essa pressão cada vez maior por parte das forças da lei que finalmente fez o LulzSec se dispersar, explica  E.J. Hilbert, presidente da Online Intelligence e ex-agente do FBI que tem seguido o grupo de perto. ?O LulzSec era um grupo de jovens rebeldes que queriam se divertir e que apenas continuaram tentando e tentando até levar as coisas longe demais?, afirma.

Muitos membros já estiveram em contato com policiais e agentes da lei, diz Hilbert. ?Seus membros serão pegos um a um se ainda não foram, e sei que isso já aconteceu com alguns deles.?
 
 
 
 
Fonte: IDgNow

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar