Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

IBM AMPLIA ATUAÇÃO EM SOLUÇÕES ANALÍTICAS E CLOUD

17/06/2011

Hoje, apesar de as instituições financeiras ainda terem interesse em tecnologias como servidor e banco de dados, observa-se o aumento da procura por soluções avançadas de análise e cloud, aponta Fábio Pessoa, vice-presidente de vendas da IBM para indústrias.

Esse quadro é impulsionado, de acordo com ele, pela necessidade de os bancos buscarem, cada vez mais, conhecer melhor os clientes, possibilitando atendimento personalizado. ?Além de permitir o lançamento de produtos e serviços rapidamente e redução de custos?, completa.

Em linha com o mercado, a IBM está
apostando nos dois conceitos, apresentados durante o Ciab Febraban 2011. ?Desde 2005, realizamos a aquisição de 25 empresas de análise para fortalecer nossa oferta e o nosso laboratório de pesquisa, inaugurado em março deste ano vai ajudar a criar inovações na área?, diz Roberto Bisca, líder de soluções para indústria financeira da IBM para a América Latina.

Trata-se de um terreno fértil, afirma Bisca. ?Embora as instituições financeiras tenham enorme volume de dados, têm dificuldades para transformá-los em informações que ajudem na tomada de decisões. Ferramentas analíticas sugerem insights, indicam serviços e produtos para cada cliente?, explica.

No ano passado, a indústria financeira foi responsável por 29% da renda global da IBM. Embora, a companhia não revele número locais, Pessoa afirma que o mercado nacional é importante para a IBM.

A proposta da IBM de Business Analytics Optimization (BAO), ajuda, de acordo com Pessoa, as instituições financeiras a olhar para o futuro e não só analisar os dados do passado, método utilizado pelo Business Intelligence (BI). ?Se você é cliente de um banco há cinco anos, ele acompanhou seu ciclo de vida e consumo. E com isso, pode identificar o que você vai fazer daqui para frente, se vai casar, ter filhos e oferecer soluções sob demanda?, exemplifica.

O executivo diz ainda que o BAO não é somente direcionado aos bancos. ?Mas a qualquer instituição que quer se aproximar do público e precisa avaliar grandes quantidades de dados para garantir o crescimento dos negócios.?

Segundo ele, em
cem anos de IBM, completados hoje, a empresa segue com a missão de mostrar ao mercado que há tecnologias adequadas para suportar as operações desejadas.

E a nuvem?
Embora especialistas do setor de TI afirmem que cloud computing é a aposta da vez, bancos são cautelosos ao tratar o assunto, aponta Pessoa. ?Na verdade, eles sempre tiveram essa postura e devem ser assim, afinal lidam com informações extremamente sensíveis e são responsáveis pela movimentação de grande parte da economia nacional?, diz. De acordo com ele, incialmente, empresas optam pelo modelo privado, como é o
caso do Banco Santander, um dos clientes da IBM no setor.

Essa movimentação, diz ele, não significa que a cloud não vai emplacar nesse mercado ou que a segurança é uma barreira no ambiente. ?Internet banking já é realidade para todos, mas no início da web especulava-se que os bancos não teriam esses sistemas na rede?, lembra.
 
 
 
Fonte: Computerworld

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar