Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

DESATIVAR O AUTORUN FEZ TAXAS DE INFECÇÃO NO WINDOWS CAÍREM 82%, DIZ MICROSOFT

15/06/2011

A Microsoft atribuiu a uma atualização de segurança de fevereiro a queda de 82% nas taxas de infecção que usam o recurso de AutoRun no Windows XP e no Vista.

Quatro meses atrás, a Microsoft ofereceu aos usuários do Windows XP e Vista uma atualização opcional - que mais tarde foi alterada para obrigatória - que desativava a autoexecução (AutoRun).

A fabricante mudou o comportamento do AutoRun no Windows 7 para bloquear a execução automática de arquivos em um drive USB.

Com a atualização, drives USB inseridos em um PC rodando o XP ou Vista não oferecem a opção de executar programas. A mudança não afeta CDs ou DVDs, no entanto.

A ação foi recompensada, disse a Microsoft hoje.

"As taxas de infecção no Windows XP e no Vista caíram... muito significativamente, de fato", disse Holly Stewart, gerente de programa sênior do Microsoft Malware Protection Center (MMPC), em um post no blog terça-feira.

De acordo com estatísticas compiladas pelo MMPC a partir de dados fornecidos pela Ferramenta de Remoção de Software Mal-Intencionado (MSRT), um utilitário gratuito que detecta e elimina códigos maliciosos, as taxas de infecção de malware que se espalha via AutoRun despencaram depois da atualização de fevereiro.

Desde janeiro de 2011, um mês antes do update, as taxas de infecção do XP Service Pack 3 (SP3) - a única versão ainda suportada pela Microsoft - caíram 62%. No Vista SP1, diminuiu 68%, enquanto que no Vista SP2 despencou 82% no mesmo período.

A empresa vai abandonar o suporte ao Vista SP1 no próximo mês.

"É uma redução enorme ", disse Andrew Storms, diretor de operações de segurança na segurança nCircle. "Imagine se AutoRun nunca tivesse sido inventado."
 
 
 
 
Fonte: IdgNow

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar