Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

TIM CRIA PLANO PÓS-PAGO PARA SERVIÇOS M2M

15/06/2011

 

Para suportar a crescente demanda por tráfego de dados entre terminais, a TIM lança seus primeiros planos pós-pagos desenvolvidos especificamente para empresas que oferecem ou utilizam soluções M2M (Machine to Machine ou máquina para máquina).O objetivo é assegurar às companhias o uso dos chips contratados apenas para troca de informações entre terminais, facilitando o controle dos gastos e o uso adequado do serviço.

Para atender às diversas possibilidades de utilização de M2M com segurança e a um preço acessível, a TIM lançou três planos com uma assinatura mensal fixa reduzida, cada um com características específicas, de acordo com as necessidades de utilização do cliente. Os novos planos possuem um conceito inovador: dispensam a contratação de pacote de dados e a cobrança de dados avulsos.

Além disso, permitem que cada chip trafegue um volume de dados adequado para utilização dos serviços de rastreamento, telemetria, sistemas de segurança, monitoramento e M-POS (terminais de pagamento móvel, como máquinas de cartão de crédito e débito), justamente por demandarem baixo volume de dados, o que impacta no comprometimento mensal, que passa a ser menor.

?Os clientes passam a pagar, agora, um valor fixo mensal e seus fornecedores podem planejar melhor as despesas com telecomunicações, independentemente da sazonalidade de uso e sem sustos na conta? afirma Leonardo Queiroz, diretor comercial para o mercado de grandes empresas da TIM.

A tele móvel pretende incentivar também parceiros de pequenas e médias empresas para o desenvolvimento de aplicações seguras e com comprometimento mensal reduzido. O foco dos planos é atender clientes que demandem serviços de telemetria por utilizarem máquinas de pagamento com cartão, caixas eletrônicos, alarmes e rastreamento para localização em tempo real de frotas e equipamentos.

?Hoje, empresas que podem se beneficiar do uso de acessos de M2M representam um enorme potencial de mercado no Brasil, pois existem vários serviços que podem fazer uso desta tecnologia, gerando economia, eficiência e controle em vários segmentos. Por isso, estima-se que, até o final de 2011, haja um crescimento de 26% neste serviço. E até 2020, esperamos que o número de usuários aumente 10 vezes em comparação ao patamar atual?, completa Arnaldo Basile, responsável por VAS e Mobile Broadband Business da TIM.
 
 
 
Fonte: Convergencia Digital

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar