Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

SADNET ACERTA COM TELEBRÁS PARA VENDER BANDA LARGA A R$ 35

09/06/2011

A Telebrás assinou nesta quarta-feira, 8/6, contrato com o provedor goiano Sadnet para venda de internet pelo Plano Nacional de Banda Larga (PNBL). O acordo é o primeiro fechado pela autarquia com um prestador de serviços de telecomunicações. Pela parceria, a estatal fornecerá um link com capacidade de 100 Mbps a um custo inferior a 200 reais o megabit, por mês.

Esse valor, segundo a Sadnet é menos da metade do que era cobrado pelas operadoras de telecomunicações. O provedor Sadnet atende Santo Antônio do Descoberto (GO) e entorno, um dos primeiros municípios que serão conectados pelo PNBL no Brasil até o início de julho.

Segundo o diretor administrativo da Sadnet, Luiz Tomaz, a parceria com a Telebrás deverá dobrar a clientela da empresa no período de seis meses, passando de mil para 2 mil usuários. Ele estima que 70% dos atuais clientes vão migrar para o pacote de internet do PNBL que será oferecido a 35 reais mensais o megabit.

Um mínimo de 20% da velocidade contratada deverá ser assegurada aos usuários. Esse é um dos requisitos que deverão ser cumpridos pelos prestadores parceiros da Telebrás em todo o Brasil, conforme salientou o presidente da Telebrás, Caio Bonilha.

Ele disse que qualquer usuário poderá acionar a Telebrás ou Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.Br) se achar que o serviço não atende a qualidade prometida pelos contratados. O NIC.Br, entidade ligada ao Comitê Gestor da Internet no Brasil, poderá fornecer aos usuários módulos de medição da qualidade da banda larga prestada.

O presidente da Telebrás informou que seis outros contratos deverão ser assinados pela estatal nos próximos dias com prestadores de serviço na rota entre Brasília e Itumbiara. Em breve também serão firmados acordos com clientes corporativos. De acordo com Bonilha, o papel da empresa é regular o preço no atacado, já que os usuários finais não serão atendidos diretamente.
 
 
 
 
Fonte: Computerworld

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar