Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

WINDOWS 8 SERÁ UM GRANDE DESAFIO PARA AS EMPRESAS

07/06/2011

A radical mudança de interface do Windows 8 tem levado muitos especialistas a afirmar que ela é, indiscutivelmente, o maior risco já assumido até aqui pela Microsoft, que diz estar se preparando para a transição para a era pós-PC.

Muitas questões sobre o Windows 8 permanecem sem resposta, mas a mensagem principal impulsionada pela Microsoft com o Windows 8 é a da flexibilidade: em diferentes processadores e dispositivos como portáteis, tablets e slates. Mas na opinião de muitos departamentos de TI e usuários empresariais o Windows 8 será uma versão completamente diferente do Windows 7 que terá que convivar com ele e com o persistente e velho Windows XP com necessidades de manutenção.

"O Windows 8 complica a vida das empresas, ao ser lançado no próximo ano, com apenas 25% ou pouco mais das organizações já tendo migrado para o Windows 7?, diz Aaron Suzuki, CEO da Prowess, uma consultoria de TI dedicada à implantação de sistemas operacionais e tecnologias de virtualização.

As maiores complicações, diz Suzuki, terão a ver com o hardware e a compatibilidade das aplicações. Muitas empresas simplesmente não estão prontas para o uso de outro sistema operacional depois de terem investido tempo e dinheiro no Windows 7.

A Microsoft afirmou que o Windows 8 não vai exigir um novo hardware. Mas falta esclarecer como o funcionamento dos recursos de reconhecimento de toque, que precisa ser rápido e fluido, será suportado pelo equipamento usado para rodar o Windows 7, ou, pior ainda, o Windows XP.

As aplicações constituem um problema ainda mais difícil. ?A compatibilidade das aplicações foi uma das grandes barreiras na atualização para o Windows 7 nas empresas e com o Windows 8, o tema terá de ser revisto outra vez.?

Hipoteticamente, em um ano e meio o cenário empresarial será composto por sistemas operacionais Windows XP e Windows 7 rodando em PCs, e tablets fornecidos com o Windows 8 competindo com iPads e tablets com Android.

?Da perspectiva dos departamentos de TI, os usuários vão começar a pedir tablets Windows 8, por estes serem mais bonitos do que os portáteis existentes hoje?, diz Suzuki. ?Mas são apenas mais dispositivos de TI para gerir, com importantes fatores de compatibilidade de aplicações a serem levados em conta.?

A solução para o problema da compatibilidade de aplicações, diz, envolve os serviços de virtualização e o cloud computing. ?Será possível fazer a virtualização completa dos sistemas operacionais, executando o Windows 7 em um tablet Windows 8 com uma máquina virtual ou rodar máquinas virtuais com Windows 7 em um servidor e acessadas remotamente?, diz Suzuki.

?Mas a questão é a capacidade de toque do Windows 8 não funcionar tão bem numa máquina virtual Windows 7, usando-se um tablet. É esse o problema de se fundirem cenários de computação.?

Um aspecto que pode ser resolvido pelos serviços de cloud computing, admite Suzuki. As aplicações preparadas para cloud computing podem eliminar problemas de compatibilidade de aplicações, e todas poderão ser acessadas através de dispositivos conectados à Internet. Infelizmente, não estamos nesse cenário ainda.

?Muitas aplicações empresariais internas e aplicações específicas de certas indústrias não podem ser preparadas para a Internet. São de computação intensiva e têm de ser executadas localmente sobre um sistema operacional?, explica.

E é o mais problema para os departamentos de TI com um novo sistema operacional, incluindo o Windows 8. Não podem dar-se ao luxo de tornar todas as aplicações disponíveis em todos os sistemas operacionais e dispositivos por ser simplesmente muito trabalhoso.

As tecnologias de cloud computing e virtualização de TI vão auxiliar as migrações para o Windows 8 quando decidirem fazê-las. Mas estas tecnologias não são uma panaceia, alerta Suzuki.

?Continua a haver um desafio para o departamento de TI: como devo gerir tudo em um modelo de um para muitos dispositivos com pouca mão-de-obra e sem colocar todo o esforço no usuário?, diz.
 
 
 
Fonte: CIO

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar