Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

CHINA NEGA ENVOLVIMENTO EM NOVO ATAQUE AO GMAIL

03/06/2011

Autoridades chinesas negaram, nesta quinta-feira (2/06), que os ataques que vitimaram contas de e-mail de oficiais americanos partiram do país ? mais especificadamente da cidade de Jihan. Na última quarta-feira (2/06) a Google afirmou, via nota no blog oficial, que, embora o Gmail não passasse por problemas, uma ofensiva contra o serviço atingira funcionários dos governos dos Estados Unidos e da Coréia do Sul, além de ativistas políticos na China e jornalistas desses países.

Membros do Partido Comunista chinês consideraram as acusações inaceitáveis. ?Dizer que o Governo Chinês suporta atividades hacker é uma invenção?, sentenciou o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Hong Lei, em entrevista à BBC. ?Ofensivas virtuais são um problema em todo o mundo, e a China também é uma vítima. A acusação é infundada e tem segundas intenções?, completou.

Em nenhum momento, porém, a Google apontou o governo chinês como responsável pelo ataque.

Segundo a gigante, os criminosos utilizaram pragas virtuais e ataques de phishing (quando as vítimas são iludidas a baixar programas nocivos de e-mails ou sites) para furtar senhas e monitorar as contas invadidas. Depois de identificar o caso, a Google conseguiu interromper a ação, e entrou em contato com as vítimas e com o Governo norte-americano para relatar o fato.

?São acusações muito sérias?, afirmou Hillary Clinton nesta quinta-feira. De acordo com a Secretária de Estado, o FBI já está investigando o incidente.

Relação conturbada
A relação entre a Google e o Partido Comunista chinês - que censura o acesso à Internet - tem sido conturbada. Em 2009, a empresa teve o mesmo
problema com o Gmail, e a China negou responsabilidade ? documentos do Wikileaks divulgados posteriormente, no entanto, atestaram o envolvimento. Em 2010, por pouco a companhia não conseguiu renovar sua licença para atuar no país, e, em março deste ano, destacou que o acesso a seu serviço de e-mail estava sendo bloqueado.
 
 
 
 
Fonte: IDgNow

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar