Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

COM SÉRIE Z, AMD MARCA SUA ESTREIA NO MERCADO DE TABLETS

02/06/2011

A Advanced Micro Devices (AMD) finalmente quebrou o silêncio sobre sua estratégia para tablets nesta quarta-feira (1.º/6), ao anunciar seu primeiro processador de baixo consumo projetado para uso nesta categoria de aparelhos.

Os processadores da Série Z, que são baseados na arquitetura Fusion, irão proporcionar ?a experiência completa de uso de um PC em um tablet?, disse Chris Cloran, vice-presidente e gerente geral do grupo de soluções de computação da AMD, durante uma conferência na feira de tecnologia Computex em Taipei, Taiwan.

A AMD foi criticada por não se mover rápido o suficiente para entregar chips para o vibrante mercado de tablets, o que chegou a alimentar especulações de que ela poderia licenciar tecnologia da ARM para uso em produtos para este mercado. Mas com os processadores da Série Z a AMD irá competir com a ARM, cujos processadores são usados na maioria dos tablets atualmente no mercado, e com a Intel, cujo processador Atom ?Oak Trail? é usado em muitos dos tablets apresentados na Computex.

O primeiro chip na Série Z é o Z-01, um modelo dual-core que opera a 1 GHz. Ele consome menos de seis watts, o que segundo Cloran permitirá que os tablets tenham longa autonomia de bateria. O processador é produzido em um processo de 40 nanômetros e já está sendo entregue a fabricantes.

O Z-01 inclui um núcleo gráfico com suporte à tecnologia DirectX 11 da Microsoft, o que ajudará a produzir uma experiência de games nos tablets mais realista, e também permitir sua conexão a TVs de alta-definição, diz Cloran.

MSI
Durante a Computex a MSI está demonstrando um novo tablet baseado no novo chip da AMD. O WindPad 110W roda o Windows 7 e tem 2 GB de RAM e até 64 GB de espaço para aramzenamento em uma unidade SSD. Pesa 850 gramas e tem autonomia de bateria de seis horas.

Os processadores da Série Z foram projetados especificamente para o sistema operacional Windows 7. Será possível rodar aplicativos Android sobre o Windows usando uma camada de compatibilidade fornecida por terceiros, disse Cloran. Um tablet Acer rodando um processador da Série Z foi demonstrado no palco, e foi capaz de alternar de forma transparente entre o Windows 7 e Android.

Segundo Cloran, a compatibilidade com Android tornará um número maior de aplicativos compatpivel com os tablets equipados com chips da AMD. A maioria dos tablets para o consumidor doméstico na atualidade rodam o sistema operacional Android, enquanto modelos com o Windows 7, como o HP Slate 500, são voltados ao uso corporativo.

O suporte ao sistema operacional Android também dá aos projetistas de tablets mais flexibilidade para incluir ambos os sistemas operacionais no mesmo hardware, disse Cloran.

A AMD deve lançar no próximo ano mais processadores para tablets, conhecidos pelos codinomes Wichita e Krishna. Produzidos em um processo de 28 nanômetros, eles terão até quatro núcleos em um chip e consumo de energia ainda mais reduzido.

Executivos da AMD na conferência também disseram que novos processadores da Série A, de codinome Llano, para desktops e notebooks serão anunciados ainda neste mês. Os chips terão os nomes A4, A6 e A8, e serão capazes de atingir um desempenho de 400 gigaflops (bilhões de operações em ponto flutuante por segundo) em notebooks e 500 gigaflops em desktops, de acordo com Cloran.
 
 
 
 
Fonte: IDgNow

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar