Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

MCAFEE ALERTA PARA O PERIGO DAS LOJAS DE APLICATIVOS PARA SMARTPHONES

02/06/2011

Um comunicado da empresa de segurança digital McAfee divulgado nesta quarta-feira (1.º/6) deixa claro que o número de pragas digitais, longe de regredir, continua aumentando. Cerca de 6 milhões de malwares foram identificados no primeiro trimestre deste ano, com destaque para as plataformas móveis, cuja proteção vêm sendo testada pelos cibercriminosos. A boa notícia é que o número de spams diminuiu.

Outro fator interessante, aponta a McAfee, é a quantidade de antivírus falsos que circularam em março: por volta de 350 mil. Antes, portanto, do problema que atingiu o Mac OS X, e que só agora pode ser corrigido.

A empresa elaborou também um documento que discute o perigo que as lojas de aplicativos representam para a segurança dos smartphones (e também para tablets). O risco, segundo o material, não está nos ambientes oficiais como o Android Market e a App Store ? embora estes possuem falhas ?, mas nas lojas alternativas das quais muitos usuários tiram proveito. Segundo a McAfee, os programas lá disponibilizados não são verificados por nenhum órgão, ou seja, podem conter códigos maliciosos.

Quanto aos spams, o fim dos botnets Rustock e Coreflood foi imprescindível para a baixa registrada nos três primeiros meses do ano. A quantidade, afirma a empresa, está no mesmo nível que a de quatro anos atrás. Ainda assim, não fique aliviado: ainda são 1,5 trilhão de mensagens não requisitadas por dia - ante meio trilhão de e-mails legítimos ? e, como a McAfee lembra, outros botnets devem aparecer.

De modo geral, as informações divulgadas mostram que a segurança, em última instância, ainda é uma prerrogativa do usuário. Embora a maioria não tenha vontade de se transformar em especialista, algum conhecimento básico é necessário para manter os dispositivos livres de pragas. No fim das contas, um pouco de sensibilidade e bom senso ? além de bons softwares de segurança ? é o bastante para manter-se longe de maior parte das armadilhas.
 
 
 
Fonte: IDgNow

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar