Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

ORACLE PAROU DE FAZER GRANDES AQUISIÇÕES?

25/05/2011

Com a aproximação do meio do ano, a Oracle fez apenas duas pequenas aquisições. Isso foge da sua característica, de um fornecedor cuja principal estratégia de crescimento tem sido a compra de outras empresas, realizando 13 ofertas a cada ano desde 2005, com um total de 70 negócios desde então.

Em fevereiro, a Oracle fez a aquisição de alguns ativos de propriedade intelectual da Ndevr, fabricante de software para relatórios e análises ambientais, seguida pela compra, no mês passado, do provedor de dados de qualidade Datanomic. Em ambos os casos, os preços de venda não foram divulgados, sugerindo que os negócios não foram importantes para a Oracle.

A maior aquisição da Oracle nos últimos anos foi a Sun Microsystems, um negócio de 7,4 bilhões de dólares fechado no início de 2010. Desde então, a empresa tem trabalhado para fortalecer negócios de hardware da Sun e começou a empreender uma visão de sistemas integrados a partir de discos para aplicações.

Apesar de que esses esforços, assim como o aguardado lançamento da Fusion Applications, tenham mantido os funcionários da Oracle ocupados, há dúvidas se a empresa continuará comprando fornecedores.

Por um lado, para a CFO da Oracle Safra Catz, a experiência do ex-Hewlett-Packard (HP), Mark Hurd em ?operar um negócio de 100 bilhões de dólares? foi a razão para trazê-lo como co-presidente no ano passado. Parece improvável que a Oracle pretenda obter escala apenas por meio de crescimento orgânico. No entanto, também pode estar mais interessada em ganhar escala, consolidando o ERP (enterprise resource planning).

A Oracle deve focar seus esforços na compra de algumas áreas-chave, segundo os observadores. "Todo mundo" está indo atrás de tecnologias relacionadas com o quadro Hadoop open-source para grande escala de processamento de dados, diz o analista da Forrester Research (FORR), James Kobielus.

A Oracle não tem produtos em várias outras áreas fundamentais, como mobilidade e software social, disse o analista e CEO da Constellation Research, Ray Wang. "Pode haver uma mudança na sua estratégia", disse ele. Para aplicações sociais, a Oracle tem uma grande variedade de opções, e há frequentemente rumores de aquisição da Jive Software. Assim como espera-se que Oracle se concentre em segmentos verticais, diz Wang.

Um foco bem provável será o setor de saúde, e não apenas para registros médicos eletrônicos, afirma Wang. A Oracle pode segmentar em áreas como a de recrutamento de enfermeiros e a de relatórios de eventos adversos de medicamentos com aplicações analíticas em cima de seu núcleo de BI, diz o analista.

A Oracle não pode ter apenas o software em sua mente, dado a ênfase crescente da empresa no hardware. No ano passado, a empresa anunciou um investimento estratégico na Mellanox, mas até agora não fez uma grande aquisição de hardware.

Além disso, enquanto alguns esperam que a Oracle vá investir pesado em serviços profissionais para competir com a Hewlett-Packard e a IBM, ela poderia fazer pequenas aquisições de empresas especialistas em sistemas de integração, especialmente para o BI.

Um porta-voz da Oracle se recusou a comentar sobre os planos da empresa. Em geral, não há como dizer se a próxima fase de aquisições da Oracle será tão dramática quanto a do período 2005-2010.

Quando a Oracle comprou o projeto de gestão de fornecedores da Primavera em 2008, inicialmente alguns clientes enfrentaram problemas, segundo um usuário. "Houve muita confusão no primeiro ano e meio,  porque não estava claro onde procurar apoio", disse Daniel Williams, presidente da Primavera Oracle Special Interest Group.

Os clientes da Primavera também tiveram de lidar com "um monte de confusão com os vendedores. Nem sempre ficava claro que o seu representante era a Oracle", disse ele.

Algumas mudanças foram boas desde a aquisição da Oracle, nomeadamente em desenvolvimento de produto, disse Williams. "O service packs estão saindo mais rápido, e novos recursos estão sendo acrescentados".
 
 
 
 
Fonte: Computerworld

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar