Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

SOFTWARE DE SERVIDORES DA SONY ESTAVA ULTRAPASSADO E FACILITOU ATAQUES

06/05/2011

Um especialista afirmou ontem, 4/5, ao Congresso dos EUA que a Sony estava utilizando software obsoleto em seus servidores há meses e que nada foi feito sobre isso. A declaração do professor da Purdue University, Gene Spafford, foi feita para o Subcomitê de Comércio da Câmera.

Durante a audiência, o professor afirmou que especialistas em segurança descobriram que a fabricante japonesa estava utilizando versões ultrapassadas do programa nos servidores Apache e não tinha nenhum firewall instalado. Essa questão teria sido ?notificada em um fórum aberto monitorado por funcionários da Sony? cerca de dois ou três meses antes do ataque às redes PSN e Statiom.com, que causou o vazamento de dados pessoais de mais de 100 milhões de usuários.

A Sony se recusou a testemunhar na audiência, fazendo com que a presidente do Subcomitê, Mary Bono Mack, esticasse para hoje o prazo para o diretor da empresa, Kaz Hirai, responder às perguntas.

As investigações da companhia continuam e é esperado ainda para esta semana a volta de alguns serviços da PSN.

Entenda o caso

No dia 26/4, a Sony anunciou que uma  ?invasão externa? à sua rede online conseguiu ter acesso aos dados pessoais e talvez informações de senhas, histórico de compras e até números cartão de crédito dos mais de 70 milhões de jogadores que utilizam a rede do PlayStation 3.

O caso é tão sério que, segundo um instituto de pesquisas especializado, o prejuízo da Sony com o vazamento desses dados poderia ultrapassar os 24 bilhões de dólares.

No dia seguinte ao anúncio, começaram a surgir relatos de gamers que tiveram problemas com seus cartões de crédito, de acordo com os sites como Ars Technica e VGN 365.

Ambos afirmam ter recebido um grande número de mensagens, via e-mail, comentários e mensagens via Twitter, de leitores usuários da PSN que dizem ter tido problemas com compras ou saques não autorizados.

Dias depois do ataque à PSN, a empresa admitiu que também houve vazamento de informações em sua rede SOE, que continha os mesmos tipos de dados sensíveis, incluindo informações sobre cartões de crédito.
 
 
 
 
Fonte: IDgNow

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar