Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

RIO DE JANEIRO SEDIA NETWORK CENTER PARA FOMENTO DE TIC

06/05/2011

A RIOSOFT, agente Softex do Rio de Janeiro, e a École de technologie supérieure (ÉTS) de Quebec, Canadá, formalizaram um acordo de cooperação com o objetivo de promover, facilitar e desenvolver atividades colaborativas entre as duas instituições na área de engenharia de software e tecnologia da informação.

O acordo, firmado para elevar a capacidade produtiva das micro organizações desenvolvedoras de software e prestadoras de serviços correlatos, definidas como Very Small Entities (VSEs), coloca o Brasil como membro da rede mundial ?Global Network of VSE Support Centres? que já conta com a participação da Bélgica, Canadá, Finlândia, França, Irlanda, Colômbia, Luxemburgo e Tailândia.

"A iniciativa está sediada no Rio, estamos negociando desde 2003, mas o nosso propósito é torná-la nacional. Tanto que vamos ter três pilotos este ano ainda. Não é uma ação voltada exclusivamente para o Rio. É uma proposta para aperfeiçoar o setor de TIC brasileiro", conta Benito Paret.

Nos planos do Network Center brasileiro estão ações de apoio à adoção da série de Normas ISO/IEC 29110, específica para o contexto de VSE ? VerySmall Entities, visando a melhoria do processo produtivo e a preparação para o mercado internacional.

A norma 29110 está em desenvolvimento por um workgroup da ISO no âmbito do JTC1 ISO/IEC desde 2004, motivada pela observação de que mundialmente as pequenas e médias organizações ficam excluídas das certificações de qualidade de processos devido à complexidade das normas e modelos. Entretanto, elas representam algo entre 70% e 90% das desenvolvedoras de software no mundo. Na união européia, 93% delas possuem menos do que 25 desenvolvedores.

O objetivo da norma 29110 é colocar ao alcance das VSEs, unidades de desenvolvimento com até 25 desenvolvedores, um modelo e uma certificação de qualidade de processos que lhes permita posicionar-se perante o mercado com força e imagem prestigiada.

Foram publicadas as partes 2 ? Framework & Taxonomy ? e 4-1 ? Profile specifications, generic profile group. Estas duas partes serão em breve submetidas à consulta pública nas suas versões em português, para tornarem-se normas brasileiras (ABNT NBR). Futuramente serão publicadas novas partes, especificando tantos perfis quanto for julgado adequado.

Além das partes 2 e 4, que são normativas, a série 29110 tem a parte 1 ? Overview, a parte 3 que tratará do método de avaliação, e a parte 5, contendo o guia gerencial e de engenharia que orientará a implementação do modelo.

O ponto mais importante da nova norma 29110 é que ela busca elementos básicos nas normas já existentes da engenharia de software, como a 12207 e a 15289, visando criar um modelo das práticas essenciais e ao alcance das VSEs.

Com a parceria firmada, conta Paret, o próximo passo será dado em 23 de maio. Executivos da Riosoft vão participar de uma reunião na França para validar os trabalhos de adaptação das regras ao mercado brasileiro. Em junho, serão realizados seminários para colher subsídios para a redação da versão final da primeira parte da NB29110.

 
 
 
Fonte: Converegencia Digital

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar