Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

CRIMES NA WEB: HACKERS LATINO-AMERICANOS EXPLORAM MORTE DE BIN LADEN

03/05/2011

Com a morte de Osama Bin Laden se tornando um assunto de alta relevância na imprensa e nas redes sociais, os criminosos virtuais demonstram mais uma vez que têm ótimo senso de timing, infestando a Internet com pragas que tiram proveito do tema.

?Como era de se esperar, sem demora começaram a se propagar códigos maliciosos com diversas técnicas de engenharia social, e já estamos identificando ataques regionalizados na América Latina?, afirma Sebastián Bortnik, coordenador de Awareness & Research da ESET para a região.

Um exemplo de ameaça localizada identificada pela ESET surgiu no Brasil, na forma de um e-mail escrito em português, com o título ?Veja vídeo em que Osama Bin Laden aparece segurando jornal com a data de hoje e desmente sua possível morte relatada por Obama?.

A mensagem traz um link falso que supostamente direciona para um portal de notícias, quando na verdade faz o usuário curioso baixar automaticamente um cavalo de troia bancário ao clicar. Esse tipo de ameaça visa roubar dados de acesso ao home banking dos usuários.

As redes sociais também são alvo de ameaças que buscam tirar proveito da relevância da morte de Bin Laden. O Facebook já possui páginas criadas com links falsos que prometem mostrar vídeos do momento da execução, mas que na verdade levam a vídeos publicitários, possivelmente resultando em casos de scam (fraude online que engana o usuário com falsas promoções pedindo que digite seus dados).

Mais ameaças desse tipo devem ?pipocar? pela Internet nos próximos dias, e por isso os especialistas da ESET recomendam que o usuário fique atento e pense duas vezes antes de clicar em links com notícias suspeitas.

?Sempre acesse sites conhecidos para ler notícias. Você pode visitar sites desconhecidos, desde que sejam recomendados por amigos e que você tenha certeza que eles recomendaram mesmo. Isso significa que um simples e-mail, mensagens instantâneas ou posts no Facebook não são o bastante para saber se a conta do seu amigo não foi comprometida. Em caso de suspeita, converse com seu amigo antes de acessar o link?, alerta Randy Abrams, Diretor de Educação Técnica da ESET.


 
Fonte: Convergencia Digital

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar