Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

EMPRESA CRIA ESCRITÓRIO COMPARTILHADO PARA EMPREENDEDORES DA INTERNET NO PAÍS

26/04/2011

Facilitar o empreendedorismo na internet e estimular a troca de informações e experiências entre empresas ?pontocom?. Esta é a proposta de um conceito criado pela brasileira E.ai ? que trabalha em projetos voltados a criar ideias inovadoras na web ? e batizado provisoriamente de Centro de Inteligência Compartilhada.

Na prática, esses centros serão espaços compartilhados por pequenas companhias voltadas à internet. ?A ideia é ter uma grande sala com diversas mesas, onde cada uma delas será ocupada por uma empresa diferente?, explica o CEO da E.ai, Antonio Guedes. Para tanto, em troca de um aluguel mensal de aproximadamente R$ 500,00, além do uso do espaço físico, as corporações terão direito a um endereço individual no CNPJ, usufruir de uma série de serviços (como secretária, telefone, fax, café, água, entre outros) e participar de palestras semanais gratuitas sobre empreendedorismo online. ?Já tenho inclusive a confirmação de palestrantes do Vale do Silício?, informa Guedes.

Ele ressalta, no entanto, que o principal objetivo do local não é ser um espaço físico para a instalação das empresas, mas, sim, estimular que as companhias troquem ideias e experiências, trabalhando de forma conjunta em novos produtos e serviços na internet.

Ainda de acordo com Guedes, o projeto nasceu depois que ele viu um empreendimento parecido em San Francisco (Estados Unidos). ?Aí tive a ideia de misturar os conceitos de escritório virtual e do The Hub (escritório coletivo) e melhorá-los?, relata o CEO, que prepara o lançamento do primeiro Centro de Inteligência Compartilhada, que funcionará em Brasília, em 20 de julho.

O executivo informa, no entanto, que a ideia é expandir o conceito para outras capitais brasileiras. ?Vamos consolidar primeiro nossa marca em Brasília para depois iniciar atividades em São Paulo e Rio de Janeiro?, pontua Guedes. Ele informa, no entanto, que pessoas de qualquer cidade do País poderão participar do projeto, uma vez que, por meio do pagamento de um aluguel reduzido, vai ser possível trabalhar com as empresas do Centro de Inteligência Compartilhada, por meio de videoconferência.

Guedes destaca que a escolha da capital federal para o primeiro empreendimento está relacionada ao projeto do Governo do Distrito Federal de transformar Brasília no Vale do Silício brasileiro, estimulando a criação de um núcleo de empresas online.

 
Fonte: Olhar Digital

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar