Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

POR QUE A APPLE RASTREIA SEUS USUÁRIOS PELO IPHONE?

25/04/2011

 

Está se perguntando por quê seu iPhone e iPad 3G estão armazenando sua localização geral em uma base de dados de fácil acesso no seu computador? A resposta é simples: a Apple usa essa informação para construir uma base de dados de localização de pontos de acesso Wi-Fi e torres celulares, e a companhia já admitiu isso no ano passado. Pelo menos essa é a minha teoria. Vamos dar uma olhada.

O escândalo iTracking

Na última quarta-feira, 20/4, dois pesquisadores lançaram um aplicativo de código aberto chamado iPhone Tracker, que pega dados de uma base de dados com histórico de localização que fica armazenada nos arquivos de backup do seu aparelho iOS em seu computador. O app então coloca essa informação de localização em um mapa, permitindo que você visualize as ?viagens? de seu smartphone no último ano. De acordo com os pesquisadores, os aparelhos da Apple vem utilizando essa base de dados de localização desde o lançamento do iOS 4, em junho de 2010.

Os dados parecem ser baseados na triangulação de torres celulares, e não em GPS. Isso significa que  a informação de localização não é muito precisa, e mostra apenas sua localização geral. Os pesquisadores também descobriram nessa base de dados uma lista de pontos de acesso Wi-Fi aos quais seu aparelho se conectou no último ano.

Os pesquisadores não acreditam que esses dados estejam saindo do seu domínio, mas eu discordo. Meu melhor palpite é que eles deixando seu aparelho como informações anônimas e criptografadas que a Apple então usa para construir uma base de dados de pontos de acesso Wi-Fi e torres celulares.

Veja o por quê.

O que a Apple disse

Em julho de 2010, a companhia enviou uma carta para os deputados Edward J. Markey (democrata) e Joe Barton (republicano) explicando em detalhes que tipo de informações de localização são coletadas dos aparelhos de seus usuários. A Apple pode ?coletar e transmitir informações de torres celulares e pontos de acesso Wi-Fi automaticamente (de seu aparelho)?, diz a carta. ?Essa informação é reunida e então criptografada e transmitida para a Apple por meio de uma conexão Wi-Fi segura a cada doze horas.?

A carta foi solicitada pelos congressistas após o jornal Los Angeles Times noticiar no final de junho daquele ano que a ?maçã? havia mudado sua política de privacidade para permitir que a companhia coletasse e compartilhasse as informações de localização de aparelhos com o iOS. É possível ler a carta inteira aqui (em inglês).

Mesmo arquivo?

Não está claro se a base de dados que os pesquisadores encontraram e as informações de localização reunidas pela Apple em seu aparelho são o mesmo arquivo. Mas isso parece muito provável. Até o fechamento desta reportagem a companhia não havia respondido nosso pedido de comentário sobre o assunto.

No entanto, o único problema dessa história toda é que a Apple havia dito na carta que criptografa os seus dados de localização antes de enviá-los para seus próprios servidores. Mas a base de dados do seu computador está "aberta" em um local facilmente acessível. Isso significa que ela é um alvo potencial para malware ou até mesmo para a polícia se as autoridades decidissem localizar e apreender seu computador. A Apple precisará proteger melhor esses dados em uma próxima versão do iOS, agora que sua existência é de conhecimento público.

O que você pode fazer

Algo importante para notar é que a Apple afirma que não vai coletar quase nenhuma informação de localização do seu aparelho se os serviços de localização não estiverem ligados. Para mudar isto acesse o app Ajustes e mude a opção Serviço de Localização para ?Inativo? se não quiser ser rastreado.

Mesmo assim, as informações de localização são coletadas apenas quando você está usando um aplicativo que exige sua localização como o Foursquare ou o Facebook Places, segundo a Apple. A única exceção a essa regra é que a companhia vai automaticamente coletar informações de torres celulares quando seu aparelho com GPS habilitado tiver os serviços de localização ativados e estiver buscando por uma rede celular. Os smartphones normalmente buscam por uma rede após perder uma conexão ou quando estão sendo ligados.

A Apple começou a construir sua própria base de dados de Wi-Fi e torres celulares após apresentar o iOS 3.2 em abril de 2010. Antes, a companhia utilizava dados da operadora americana Skyhook Wireless e do Google e ainda faz isso para aparelhos rodando o iOS 3.1 ou versões mais antigas.
 
 
 
 
Fonte: MAcWorldBrasil

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar