Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

TELEBRÁS ASSINA DOIS NOVOS CONTRATOS DE R$ 35,5 MI PARA PNBL

15/04/2011

A Telebrás assinou dois novos contratos para a aquisição de torres e postes que viabilizarão a entrega do sinal de internet até a sede dos municípios contemplados pelo Programa Nacional de Banda Larga (PNBL). Os valores contratados são da ordem de 35,5 milhões de reais e foram firmados com as empresas nacionais Networker e Bimetal.

A Networker vai atender aos anéis sudeste e sul e a Bimetal o trecho do nordeste da rede.  Os contratos foram assinados pelo presidente da estatal, Rogério Santanna, e pelos diretores das respectivas empresas, na sede da estatal, em Brasília.

Nos próximos dias, também deve ser contratado o consórcio de empresas formado pela Digital, Gigacom e Asga que vão fornecer os equipamentos de radioenlaces para todo o País.

Três empresas venceram a licitação, dividida em oito grupos distintos que contemplaram, separadamente, as soluções de radioenlaces e torres e postes para os Anéis Sul, Sudeste, Nordeste e Rede Norte.

O total licitado pela Telebrás para a aquisição desses equipamentos somam 709,7 milhões de reais que podem ser contratados na sua integralidade num período de um ano já que modalidade utilizada foi pregão eletrônico para registro de preços.

Dos oito grupos contemplados pelo pregão, ainda não tem previsão de assinatura o contrato para fornecimento de torres e postes para a Rede Norte. Isso porque este grupo está suspenso devido uma liminar da Justiça concedida à empresa Everest.

Essa empresa foi a detentora do menor lance para esse item, mas foi inabilitada pela Telebrás por não ter apresentado documentação obrigatória. Assim, o contrato somente poderá ser assinado após a decisão judicial definitiva. 

Rede Nacional

Além dos equipamentos de rádio, outros cinco contratos cujos valores somam 102 milhões de reais já foram assinados  pela estatal para a implantação da rede nacional de telecomunicações. Eles contemplam serviços e equipamentos  de infraestrutura, ópticos e aqueles relativos à implementação da Rede IP.

A sua instalação começará assim que forem firmados os acordos com a Eletrobrás e a Petrobras para a cessão do uso das fibras ópticas, pertencentes a estas empresas, que serão utilizadas pela Telebrás para implantação da Rede Nacional.
 
 
 
Fonte: Computerworld

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar