Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

GREVE EM TI ATINGE GRANDES EMPRESAS, DIZ SINDPD-SP

29/03/2011

No primeiro dia de paralisação, o Sindicato dos Trabalhadores em Processamento de Dados e Empregados de Empresas de Processamento de Dados do Estado de São Paulo (Sindpd-SP) informa que a greve atingiu grande parte do setor. Segundo a entidade, a Indra, que presta serviços para Telefônica, General Motors, Femsa, Petrobras e Vivo, foi 100% afetada.

A ConnectCom, que atende à Caixa Econômica, todo o quadro de funcionários participou da paralisação. A companhia entrou em contato com o Sindpd-SP e um acordo já está sendo analisado. Na Stefanini, o segmento responsável pelo atendimento à Bayer foi interrompido. Assim como a Fidelity, que tem como principais clientes Bradesco e Santander, na cidade de Itú (SP).

Hoje, o Sindpd-SP realizou manifestações em frente à CPM Braxis, HP e Tivit. De acordo com o sindicato, houve muita pressão por parte das companhias que acionaram a Polícia Militar, contrataram agentes de segurança privada e intimidaram os trabalhadores com filmagens para possíveis retaliações.

O movimento realizado na Tivit teve grande participação dos trabalhadores da companhia. Os dirigentes do Sindpd-SP e um grupo de  manifestantes bloquearam as duas entradas da organização.

Um dos funcionários disse que a greve é a única maneira de reivindicar os direitos da categoria. ?Eles não pagam horas extras e as transformam em banco de horas piratas. Obrigam-nos a descasar em escala de folgas desumanas, há pessoas com média de 600 horas a serem pagas. O assédio moral é rotineiro. Vamos mostrar a estes chefes que merecemos respeito?, declara.

Na HP, uma funcionária afirmou que todo o sistema de help desk que atende à Vale do Rio Doce parou.

Na parte da tarde, os dirigentes estarão na Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Município de São Paulo (Prodam) para realizar assembleia como objetivo de discutir a participação dos funcionários na greve. Lá, é preciso manter 80% das atividades, já que se trata de uma empresa pública.
 
 
 
Fonte: Computerworld

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar