Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

MICROSOFT E POLÍCIA DERRUBAM MAIOR DISTRIBUIDOR DE SPAM DO MUNDO

21/03/2011

A botnet Rustock ? um dos maiores distribuidores de spam do mundo ? não funcionou esta semana. A Microsoft, em pareceria com empresas de segurança digital e órgãos da justiça dos EUA, conseguiu derrubar a rede spammer.

No entanto, e apesar do sucesso da iniciativa, especialistas questionam se o fim do botnet, de fato, reduzirá o volume global de spam, ou mesmo se, em algumas semanas, não veremos seu retorno.

Mesmo porque, não faz muito tempo que o Rustock reduziu sua atividade ? aparentemente, uma pequena pausa de um 2010 bem movimentado. Não demorou muito, porém, para voltar à sua antiga forma.

Em seu blog, a Microsoft publicou comunicado no qual explica como aproveitou as lições aprendidas ano passado ? quando a botnet Waledac foi derrubada ? para a nova empreitada: uma combinação de métodos legais e técnicos que ajudaram a bloquear a Rustock, cuja estrutura é muita mais vasta e complexa.

?Sua infraestrutura era bem mais trabalhada do que a da Waledac, por basear-se em endereços de Internet codificados, em vez de nomes de domínio e comandos ponto-a-ponto, para controlar seus servidores? explica a empresa. ?Para garantirmos que a botnet não poderia ser transferido em seguido para outra plataforma, obtivemos uma autorização da corte americana para trabalharmos junto à agência federal de justiça dos Estados Unidos, de modo que pudéssemos capturar qualquer evidência de atividade suspeita, e, em alguns casos, levar os servidores afetados para análise?.

Os servidores confiscados foram essenciais para o fim da Rustock. Também estão fornecendo a especialistas valiosas informações sobre como funcionava o intricado sistema da botnet.

Consequências
A Symantec confirmou que o tráfego de dados do botnet cessou na manhã na última quarta-feira (16/03). No entanto, a empresa de segurança não está certa do impacto que tal fato terá sobre o volume de spam global.

Um porta-voz comentou que, embora a Rustock tenha sido uma significativa fonte de mensagens não solicitadas nos últimos anos ? foi responsável por 40% dos e-mails indesejados ? é muito cedo para analisar se algo irá mudar. ?Nos meses recentes, outras botnets aumentaram sua atividade, chegando até a equiparar-se a ela. Assim, por enquanto, o volume continua semelhante ao que já estamos acostumados?.

Já Troy Gill, da AppRiver, não está confiante de que está foi a última vez que ouvimos falar dessa botnet. Ele comentou que o tráfego da Rustock foi interrompido, mas acrescentou: ?Por mais que seja muito cedo para falar, essa interrupção parece ser temporária, tal aquela de novembro do ano passado?.
 
 
 
 
Fonte: IdgNow

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar