Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

APPLE É ATINGIDA POR RARA REDUÇÃO DE RECOMENDAÇÃO DE ANALISTA

17/03/2011

 Uma rara redução de recomendação para as ações da Apple levantou temores de que o sólido crescimento da companhia está desacelerando.

Isso motivou forte queda dos papéis da Apple em meio à desvalorização generalizada no mercado acionário com investidores avaliando os efeitos do terremoto no Japão sobre o setor tecnológico.

A maior empresa de tecnologia do mundo perdeu cerca de 14 bilhões de dólares em valor de mercado apenas nesta quarta-feira, após o analista Alex Gauna, da JMP Securities, reduzir a indicação para as ações da companhia, prevendo forte desaceleração da alta das vendas de grandes fornecedores da Apple na Ásia como um sinal de que os negócios também estão perdendo vigor para a criadora do iPhone e do iPad.

A ação da Apple teve nesta quarta-feira sua maior queda diária em quase nove meses, com perda de 4,46 por cento, a 330,01 dólares, com incertezas sobre o impacto do maior terremoto que já atingiu o Japão. Na terça-feira, os papéis já tinham recuado 2,3 por cento.

Embora o Japão represente 6 por cento das vendas da Apple e o país asiático seja uma das principais fontes dos componentes para as telas de seus produtos, muitos analistas disseram que a companhia tem como gerenciar o suprimento dos componentes, por ora.

A Apple, que na semana passada lançou seu tablet iPad 2 nos Estados Unidos, perdeu perto de 22 bilhões de dólares em valor de mercado em dois dias.

Gauna reduziu sua indicação para a ação da Apple de "desempenho acima da média do mercado" para "em linha com o mercado", usando como subsídio sinais de severa desaceleração no crescimento das vendas da Hon Hai Precision Industry, fabricante terceirizada de eletrônicos que é altamente dependente dos negócios da Apple.

Acompanhando a Apple há menos de 1 ano, ele está entre cinco de 54 analistas na base de dados da Thomson Reuters I/B/E/S com recomendação equivalente a "venda", "manter" ou "neutra" para a ação da Apple.

Em uma aparente resposta ao relatório de Gauna, o analista Yair Reiner, da Oppenheimer, disse que a contribuição da Apple para a receita da Hon Hai --de cerca de 20 por cento-- é limitada, e pouco tentou relacionar os negócios de ambas as empresas.

O analista da JMP Securities disse que o crescimento da receita da Hon Hai em dezembro, em base anual, foi de 84 por cento em dezembro, caindo para 37 por cento em janeiro e para 26 por cento em fevereiro.

Antes da queda desta semana, o preço da ação da Apple tinha dobrado nos últimos 18 meses.

Procurada, a Apple se recusou a comentar sobre o recente desempenho de suas ações.
 
 
 
 
Fonte: Uol

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar