Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

FABRICANTES MUNDIAIS DISCUTEM NOVO PADRÃO DE TRANSFERÊNCIA DA DADOS ULTRAVELOZ

22/02/2011

Os fabricantes mundiais de celulares estarão reunidos esta semana para discutir os termos finais de um novo padrão de comunicação móvel avançado, que aumentaria a velocidade de transferência de dados para 1 Gbps.

No evento, que acontecerá em Taipei, na China, cerca de 800 pessoas, entre elas funcionários de fabricantes como HTC, Nokia e Samsung, estarão reunidas para concordar sobre o uso desta tecnologia em um encontro da instituição 3GPP, criada em dezembro de 1998 para estabelecer padrões para as redes sem fio (GSM) de terceira geração.

?Com velocidades de até 1 Gbps, essa tecnologia será ideal para que os usuários possam baixar arquivos multimídia em seus dispositivos móveis?, disse o diretor de comunicação wireless, Feng Wen-sheng, que trabalha no laboratório do Industrial Technology Research Institute, patrocinador do evento, financiado pelo governo de Taiwan.

"A tecnologia LTE-Advanced também permite comunicação entre máquinas (M2M). Por exemplo, ela pode se conectar com sensores de detecção de mudanças na temperatura do ar e sinalizar um incêndio ou um roubo, apenas com o envio de mensagens emergenciais a equipes de resgate", declarou Feng.

Esse tipo de transferência de dados deve ajudar principalmente as vítimas de desastres naturais como terremotos.

"A tecnologia móvel de voz já está bastante avançada, por isso chegou a vez de investirmos em transferência de dados. Queremos isso há algum tempo, e esperamos confirmar isso em Taipei, com a tecnologia LTE-Advanced", disse ele.

A União Internacional de Telecomunicações (UIT), adoptou o LTE-Advanced e o WirelessMAN-Advanced (norma derivada do WiMax), para o seu programa IMT-Advanced, que visa definir o futuro das redes móveis. E diz que ambas são melhorias substanciais sobre os atuais sistemas móveis.

?Depois de sexta-feira, o padrão LTE-Advanced estará pronto para fabricantes de smartphones e empresas de equipamentos de rede?, afirmou, assim que foram discutidas questões sobre patentes e acordos de licença cruzada relativos a esta tecnologia.
 
 
 
Fonte: IdgNow

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar