Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

NEGOCIAÇÃO SALARIAL DE TI: SINDICATO RECUSA AUMENTO DE 6%

21/01/2011 01:00:00

Representantes dos trabalhadores e das empresas de TI de São Paulo ainda não chegaram a um acordo sobre o reajuste salarial que será aplicado à categoria em 2011. De acordo com Antonio Neto, presidente do Sindpd (Sindicato dos Trabalhadores em Processamento de Dados e Tecnologia da Informação do Estado de São Paulo), na segunda rodada de negociações, realizada na quarta-feira, 19/1, o Seprosp (Sindicato das Empresas de Processamento de Dados e Informática do Estado de São Paulo) propôs um aumento de 6%. ?E não aceitamos?, informa Neto.
  O presidente do Sindpd informa que a próxima rodada de negociações está agendada para 27/1, ?mas o acordo ainda está longe de ser firmado?. De acordo com Neto, além de um reajuste salarial acima da inflação (de 6,41%), o sindicato dos trabalhadores reivindica a inclusão do PLR (Participação no Lucro e Resultado) e de um auxílio-refeição de R$ 12 a R$ 15 no acordo da Convenção Coletiva de Trabalho da categoria em 2011. 
?Além deles [representantes do Seprosp] não aceitarem o PLR e o auxílio-refeição, pediram para incluirmos na pauta da convenção questões do interesse da indústria, como a possibilidade de trabalhar aos sábados, domingos e feriados?, detalha Neto, informando que a proposta foi rejeitada pelo Sindpd.
As negociações entre os sindicatos dos trabalhadores e das empresas de tecnologia tiveram início na última sexta-feira (14/1). Na ocasião, o Sindpd apresentou uma proposta de reajuste de 13,47%, a qual foi negada pelo Seprosp, que, inicialmente, ofereceu um repasse de 5,9%. 

 
Fonte: Olhar Digital

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar