Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

PROPOSTA DE 5,9% DE AUMENTO SALARIAL É RECUSADA POR SINDPD

17/01/2011 01:00:00

O Sindicato dos Trabalhadores em Processamento de Dados e Tecnologia da Informação (Sindpd) descartou a primeira proposta oferecida pelo sindicato patronal, Seprosp, de aumento salarial de 5,9% para os trabalhadores de tecnologia da informação (TI). ?O índice fica muito abaixo dos 13,4% pedidos pela categoria e é menor até do que a inflação do período, que ficou em 6,4% segundo INPC/IBGE?, informa o sindicato em nota à imprensa. A Convenção Coletiva 2011 da categoria começou ontem.

"Tratamos essa negociação com muita seriedade e esse índice está muito abaixo da expectativa dos trabalhadores de TI. O Brasil teve um ano de grande crescimento econômico e o setor de TI obteve rendimentos ainda maiores, crescendo mais de 10%. O patronato não deveria ser intransigente e duro com os trabalhadores quando o índice de 13,4% que pedimos é a reposição da inflação somada à variação do Produto Interno Bruto (PIB) do ano passado", afirma o presidente do Sindpd e da CGTB (Central Geral dos Trabalhadores do Brasil) Antonio Neto.

O Seprosp também negou a inclusão de Participação em Lucros e Resultados (PLR) de 80% do salário, mais parcela fixa de 200 reais, pagamento de auxílio-refeição, aumento do valor da hora-extra e adicional noturno. A proposta do sindicato dos trabalhadores de inclusão de novos pisos como o de programadores, analistas de sistemas e administradores de bancos de dados também foi recusada.

"Sabemos que esse é só o começo das negociações, mas a postura do sindicato patronal chega a ser desrespeitosa. Nós apelamos ao bom senso do patronato e esperamos que nossas propostas sejam reavaliadas, pois aumentaremos a pressão para assegurarmos o direito dos trabalhadores", diz Neto.
 
 
Fonte: Computerworld

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar