Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

ACTIVISION PROCESSA EA POR PROBLEMAS EM ESTÚDIO DE ´MODERN WARFARE 2´

30/12/2010 01:00:00

Ao que parece, a rivalidade entre as distribuidoras de jogos Activision e a Electronic Arts rompeu as barreiras de quem vende mais jogos de tiro em primeira pessoa.

A distribuidora da franquia "Call of Duty" está processando a Electronic Arts, de "Medal of Honor" por estar à frente de uma suposta conspiração para desestabilizar a empresa e atrasar projetos de novos jogos da série "Call of Duty".

Segundo a Activision, a Electronic Arts criou o estúdio independente Respawn, formado por alguns dos principais integrantes do estúdio Infinity Ward, incluindo designers, programadores e artistas, o que ocasionou o adiamento de jogos futuros de sua série de tiro em primeira pessoa.

A Activision informa que tal conspiração se iniciou em julho de 2009, alguns meses antes do lançamento de "Call of Duty: Modern Warfare 2".

Histórico

De acordo com a alegação, a Electronic Arts seduziu os cabeças da Infinity Ward Jason West e Vince Zampella (ambos demitidos pela Activision no início de 2010) para abandonarem suas funções, em reuniões secretas que foram organizadas por um agente da Creative Artists. West e Zampella teriam viajado para São Francisco no jatinho particular de John Riccitiello, executivo-chefe da Electronic Arts, para discutir negócios com a produtora rival em agosto de 2009.

Em outra alegação contra a dupla de ex-funcionários, a Activision os acusa de terem sabotado outra de sua produtora, a Treyarch, ao liberarem um vídeo promocional de "Modern Warfare 2" no mesmo dia que a Treyarch anunciou um vídeo do pacote de conteúdo adicional para "World at War". Com o processo, a Activision espera ser indenizada em US$ 400 milhões pela Electronic Arts, alegando o prejuízo causado com toda essa confusão envolvendo os seus ex-funcionários.

Segundo o jornal Los Angeles Times, o porta-voz da Electronic Arts Jeff Brown respondeu que se trata de uma atitude desesperada de defesa dos relações públicas da Activision "Eles querem esconder o fato de não ter uma resposta aceitável para dar sobre o pedido de dois artistas que foram demitidos e que desejam receber pelo trabalho que fizeram".

Talentos em disputa

West e Zampella são alguns dos grandes nomes da indústria de games. Eles são fundadores da Infinity Ward, criadora da bem sucedida série de guerra "Call of Duty", que já arrecadou mais de US$ 3 bilhões.

Depois de a Activision ter rompido o contrato da dupla, supostamente por quebra de cláusulas, eles fundaram a Respawn, que também abriga vários outros ex-funcionários da Infinity Ward. Por ora, nenhum detalhe do projeto da Respawn foi anunciado, mas a companhia já tem uma distribuidora: a gigante Electronic Arts.

O resultado desta guerra entre produtoras ainda é incerto, mas tudo indica que os combates ocorrerão nos tribunais em 2011, com a primeira audiência marcada para 23 de maio, nos Estados Unidos.
 
 
 
Fonte: Uol

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar