Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

BRASILEIRO PAGARIA POR SERVIÇOS PERSONALIZADOS NO CELULAR, DIZ PESQUISA

15/12/2010 01:00:00

Oito em cada dez brasileiros enviam mensagens curtas (SMS) pelo celular ? e até concordariam em pagar por serviços adicionais, como bloqueio de recebimento, armazenamento de mensagens online e cópia de SMS para e-mail.

Este é um dos resultados do 6.º Monitor Acision de VAS Móvel (Mavam), que foi divulgado nesta terça-feira (14/12).

O relatório ? que traça um panorama do mercado e das tendências dos serviços de valor agregado na telefonia móvel ? foi produzido para a Acision pela consultoria Teleco, e traz números de mercado sobre o terceiro trimestre de 2010.

A pesquisa confirmou o que muitos já sabem intuitivamente: o SMS é o serviço mais utilizado no celular. Dos entrevistados, 80% disseram ter utilizado o serviço no trimestre avaliado. As mensagens instantâneas (IM) foram citadas por 10% dos pesquisados e o e-mail, por 5%.

O relatório aponta o aumento no uso do SMS como resultado de campanhas promocionais e por uma oferta maior de pacotes de dados. E não é só no Brasil.

No mundo, a quantidade de SMS triplicou em três anos, crescendo de 1,8 trilhão em 2007 para 6 trilhões em 2010.

O estudo conclui que uma diminuição no preço do SMS no Brasil poderia estimular o uso do serviço. O custo médio global de um SMS, segundo a UIT, é de 13 centavos de real. No Brasil, contudo, o preço de um SMS avulso é mais que o dobro da média (de 30 a 35 centavos).

Serviços personalizados
Os pesquisados também indicaram aprovar serviços de mensagens que pudessem oferecer recursos de personalização de SMS.

A troca de mensagens em grupo, por exemplo, foi considerada importante por 49% dos pesquisados.

Ter SMS armazenado em local de armazenamento online foi considerado importante por 56%; ter SMS copiado para outro celular é importante por 54%; já o recurso de enviar o SMS copiado para seu e-mail foi lembrado por 46%.

Bloquear pessoas para que elas não enviem SMS é apontado por 70%. Para essas pessoas, o valor médio mensal que elas concordariam em pagar para ter o serviço é de 52 centavos de real por mês.

Participação pequena
No terceiro trimestre de 2010, a receita de serviços móveis de valor agregado totalizou 2,8 bilhões de reais. Esse valor representou 16,2% da receita bruta das operadoras de celular do Brasil no período.

Para a Acision, essa participação ainda é pequena ? no Japão, por exemplo, o porcentual da receita das operadoras móveis com serviços de valor adicionado aproxima-se de 50%. Nos EUA, ela chega a 35,7% - caso da Verizon.

Na comparação entre o terceiro trimestre de 2010 com 2009, a operadora que mais viu sua receita de serviços de valor adicionado crescer foi a Telefônica América Latina (80,2%), seguida da Vivo (61,4%).

Internet móvel
Uma surpresa foi que a Internet móvel ultrapassou os serviços de mensagens na formação da receita bruta de serviços de valor adicionado no terceiro trimestre.

Da fatia obtida com serviços de valor adicionado, a Internet móvel representou 45%, enquanto as mensagens responderam por 44%.

A pesquisa teve como base 750 entrevistas realizadas nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre. As três regiões concentram 26% dos celulares em uso no Brasil.
 
 
 
Fonte: IDgNow

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar