Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

JOVENS ADMITEM FURTO DE DADOS BANCÁRIOS COM USO DE BOTNET ZEUS

25/11/2010 01:00:00

Em uma história que poderia ser uma adaptação do filme "Um Golpe à Italiana", de 1969, para o contexto da Internet, um grupo de adolescentes britânicos admitiu ser o responsável por um fórum online que furtava e comercializava números de cartões de crédito e outros dados bancários.

O administrador principal do fórum, Ghostmarket.net, conhecido como Nicholas Webber, que tinha apenas 18 anos na época de sua prisão em 2009, foi detido depois de tentar pagar uma conta de 1,4 mil dólares em um hotel usando dados de um cartão roubado.

Após sua prisão, que também incluiu um suposto cúmplice, Ryan Thomas, de 18 anos, a polícia examinou o notebook de Webber e encontrou cerca de 100 mil números de cartões de crédito do Reino Unido e dos Estados Unidos. 

Ambos já confessaram que participaram da ação através do fórum, enquanto um terceiro, Gary Kelly, de 20 anos na época, admitiu que foi o responsável pela parte técnica de infecção de PCs pela botnet Zeus. Dois outros réus, de vinte e poucos anos, também se declararam culpados de atuar ilegalmente como "mulas" de dinheiro.

Até o momento não foi divulgado o verdadeiro prejuízo causado pelo grupo. Entretanto, especula-se, que possa atingir o valor de 18 milhões de dólares. Isso inclui cerca de 12 milhões obtidos com a venda de informações bancárias, acordo com o país de origem. Para dados confidenciais de usuários britânicos era cobrado o valor de 7,5 dólares; nos demais países da região do Euro cerca de 4,5 dólares e de norte-americanos 2 dólares cada.

"Vocês todos são muito jovens e muito inteligentes. É realmente uma tragédia vê-los no banco dos réus", disse irritado o juiz John Price na corte de Southward Crown, no Reino Unido. "Vocês usaram suas habilidades, no que parece ser uma enorme conspiração, para fraudar e roubar cartões de crédito das pessoas e contas bancárias", completou Price.

Webber e Kelly serão sentenciados em 28 de fevereiro do próximo ano e foram avisados com antecedência que receberão uma pena significativa, já que a prática é incomum para os padrões do país.
 
 
 
Fonte: IdGnow

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar