Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

KINECT APONTA PARA O FUTURO DA COMPUTAÇÃO, DIZEM ESPECIALISTAS

22/11/2010 01:00:00

Imagine que você queira ver na televisão as fotos que tirou no celular. É só fazer um simples gesto: mover sua mão da telinha do telefone em direção à telona da sala de estar. Pronto.

Para passar de uma foto para outra, basta mexer a mão no ar da direita para a esquerda e vice-versa (você também pode usar o pé ou a cabeça, se preferir).
Joe Raedle/AFP
MIAMI - NOVEMBER 04: Microsoft´s new Kinect controller for the Xbox 360 is seen hooked up to a television at the Best Buy store on November 4, 2010 in Miami Beach, Florida. The Kinect went on sale today and uses sensors to read the players body language so controllers are not necessary to play Xbox games with the Kinect. Joe Raedle/Getty Images/AFP == FOR NEWSPAPERS, INTERNET, TELCOS & TELEVISION USE ONLY ==
Kinect, acessório para Xbox 360 que dispensa controles

Para dar um zoom em um detalhe de uma fotografia, é só afastar uma mão da outra.

Assim, sem cabos, sem configurações difíceis e sem encostar em botões ou telas.

Depois do Kinect, esses ti­pos de interação com dispo­sitivos eletrônicos devem se tornar comuns nos próximos anos, afirmam especialistas.

Isso significa, entre outras coisas, que está cada vez mais próxima a realização do sonho nerd de usar interfa­ces futurísticas como as vis­tas em "Minority Report - A Nova Lei" (2002), filme de Steven Spielberg baseado na obra de Philip K. Dick e estre­lado por Tom Cruise.

"O Kinect é para as interfa­ces multitoque o que o mou­se foi para o DOS", diz James McQuivey, analista de estra­tégia de produtos de consu­mo da Forrester, referindo-se ao sistema baseado em li­nhas de comando, suplanta­do pelas interfaces gráficas.

Segundo McQuivey, o Ki­nect representa "uma forma nova e dramaticamente na­tural de interagir não apenas com a TV e com computado­res, mas com toda máquina que conceberemos no futu­ro". Ele aposta que, em dez anos, 70% dos lares terão es­se tipo de tecnologia (leia aqui).

COMANDOS DE VOZ

A possibilidade de jogar sem controles, usando o cor­po inteiro, acabou por ofus­car um pouco outro recurso importante do Kinect: o de comandar o videogame usando a voz.

A funcionalidade, que já se encontra em celulares com Android, por exemplo, deve se expandir ainda mais para outros tipos de dispositivo.

"A experiência do Kinect é tão cativante que eu me pego olhando para meus outros eletrônicos com desprezo", escreveu Seth Schiesel, críti­co de videogame do "New York Times". "Não quero ter que de­corar os números dos canais. Por que não posso apenas di­zer ´DirecTV, CNN´ ou ´Di­recTV, Fox´? Por que não pos­so dizer ´aparelho de som, rá­dio´ ou ´aparelho de som, iPod´?".
 
 
 
Fonte: Folha

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar