Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

NOVO FILME DE HARRY POTTER JÁ É ISCA PARA AMEAÇAS NA WEB

18/11/2010 01:00:00

Na semana de lançamento de seu novo filme, o bruxo Harry Potter já está sendo utilizado por criminosos virtuais para disseminar ameaças pela web, alerta a fabricante de software de segurança PC Tools. 

O aviso ocorre menos de 24 horas após o vazamento dos 36 minutos iniciais do filme "Harry Potter e as Relíquias da Morte" em sites de torrent, a apenas dois dias da estreia oficial do longa.

Os links infectados oferecem suspostos downloads gratuitos do novo episódio da saga em blogs e em redes sociais como Twitter, Orkut e Facebook. Segundo a empresa de segurança, para baixar o filme, muitos usuários acabam fornecendo seus dados pessoais. Além de, na maioria dos casos, serem também atraídas por falsos anúncios, por exemplo, de iPads.

"Os golpes são concluídos enquanto os usuários respondem a uma pesquisa. Esta é a estratégia para que eles possam ter tempo suficiente para acessar todos os dados pessoais das vítimas", comunicou a empresa.

A recomendação é que os internautas permaneçam atentos e que tenham cuidado ao acessar qualquer link que traga notícias sobre o novo capítulo da saga.

Vazamento

Os torrents com os minutos iniciais do novo filme de Harry Potter foram postados na noite de ontem e até o momento também pode ser encontrados em blogs e sites de download de filmes na web. No entanto, um detalhe incomum tem chamado muito a atenção. Por que apenas 36 minutos?

Segundo Ernesto Van der Sar, do TorrentFreak, essa pode ter sido uma atitude intencional dos estúdios da Warner Bros, com o intuito de instigar o público a ir aos cinemas no próximo final de semana. 

Já a Warner Bros negou que tenha qualquer participação e confirmou que o vazamento não foi proposital. "Isto constitui uma violação grave da lei de direitos autorais", declarou o estúdio em comunicado ao site da Wired. "Estamos trabalhando ativamente para remover cópias que possam estar disponíveis na web. Além disso, estamos investigando o assunto com determinação para processar os envolvidos". 

Prática antiga

O uso da marca "Harry Potter" para disseminar ameaças na web não é uma prática nova. Em julho 2009, próximo do lançamento do filme "Harry Potter e o Enigma do Príncipe?, links foram disseminados pela internet com o intuito de infectar os equipamentos com um cavalo-de-tróia. A ferramenta era capaz de roubar informações pessoais como senhas de banco e números de cartão de crédito.

"Recomendamos que os internautas fiquem atentos a esse tipo de golpe e que mantenham seus computadores a salvo com pacotes de segurança atualizados. Assim será possível impedir que esse tipo de praga se instale em novos PCs", comentou na época a companhia de segurança BitDefender.
 
 
 
 
Fonte: IdGNow

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar