Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

PM E MICROSOFT FAZEM ACORDO PARA UTILIZAR SERVIÇOS EM NUVEM

17/11/2010 01:00:00

A Polícia Militar de São Paulo (PMESP) e a Microsoft anunciaram nesta terça-feira (16/11) uma parceria inédita para modernizar as políticas online de segurança no Estado durante os próximos anos, principalmente, durante a Copa do Mundo de 2014, que será realizada no Brasil. De acordo com a PM, o objetivo é otimizar a troca de informações com a comunidade.

Para o comandante geral da Polícia Militar de São Paulo, coronel Álvaro Camilo, o sistema é um aperfeiçoamento do que a Polícia Militar já tem hoje. Segundo ele, futuramente a população poderá enviar à polícia, por exemplo, uma imagem ou vídeo, ou até mesmo interagir de forma online. "Hoje, o policial vai para rua com uma série de informações passadas pelo Copom (Centro de Operações da Polícia Militar); no futuro, ele poderá ter também imagem do local da ocorrência, além de outras informações que a comunidade já tenha passado".

O acordo envolve três frentes. A primeira com objetivo de facilitar a troca de informações entre os próprios policiais militares, com a utilização de recursos em nuvem oferecidos pela Microsoft, além de expandir a participação da PM em redes sociais, com forma de receber dados da população. 

Para o acesso aos serviços, cerca de 14 mil computadores de bordo foram adquiridos para 100% da frota. 

"Neste momentos estamos agregando nossos conceitos à tecnologia online que a PM já utiliza. Assim as informações poderão chegar ainda mais rápido e será possível prevenir a ocorrência de um crime", disse o coronel Camilo.

assinatura-do-mou-com-a-pmesp.jpg

Assinatura de Protocolo de Intenções entre PM e Microsoft

A segunda ação está voltada ao treinamento de oficiais e inclui cursos de computação presenciais e a distância, seguindo a política que a instituição tem aplicado nos últimos anos. "Já fizemos um grande avanço em relação a inclusão entre todos os comandantes. Agora, com essa parceria, queremos levar esse conhecimento para todos os oficiais", declarou o coronel.

A última tem o objetivo oferecer softwares da Microsoft por um preço subsidiado, principalmente, para uso pessoal dos policiais. O custo da licença do pacote Office, por exemplo, será de cerca de 200 reais.
 
 
 
 
Fonte: IdgNow

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar