Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

SAFERNET APRESENTA PERFIS ?RACISTAS? DO TWITTER AO MPF

09/11/2010 01:00:00

A organização SaferNet apresentou ao Ministério Público Federal, em São Paulo, mais de mil perfis de Twitter que teriam apresentado afirmações racistas, mensagens predatórias e de apologia ao crime.

Com atuação focada nos direitos humanos na internet, a organização detectou a onda de mensagens contra nordestinos que tomou conta das redes sociais logo após a eleição da presidente Dilma Rousseff. Uma das mais polêmicas, assinada pela estudante Mayara Petruso, de 21 anos, pedia via Twitter que os nordestinos fossem mortos afogados.

Segundo Thiago Tavares, da SaferNet, mais de 10 mil denúncias foram recebidas pela entidade. Contra Mayara, foram 800. Filtradas as duplicidades, sobraram 1.037 perfis, que foram levados a conhecimento do MP.
Segundo Tavares, os tuiteiros podem ser condenados por diversos crimes. "Podem ser enquadrados por crime de racismo, com pena de dois a cinco anos e multa, mas o Ministério Público também pode instaurar o procedimento de injúria racial, que tem uma pena mais branda. Ainda é possível alegar apologia ao contra, com pena de até seis meses de reclusão", explica.

O MP informou nesta segunda-feira que aguarda um laudo da área técnica do órgão para comentar o caso. Segundo a assessoria de imprensa da instituição, a avaliação pode acontecer até o fim desta semana.
O Ministério Público informa que espera um laudo de sua área técnica para fazer comentários sobre o assunto. De acordo com a assessoria de imprensa da instituição, isso pode ocorrer até o fim desta semana.
 
 
 
Fonte: PcMag

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar