Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

SISTEMA DE SATÉLITE QUE ACELEROU APURAÇÃO CUSTOU R$ 21 MILHÕES AO TSE

02/11/2010 01:00:00

O recorde batido pelo Brasil na apuração das eleições de 2010 _ conhecer o resultado apenas três horas após o início da apuração _ foi mais um exemplo de criatividade no uso da tecnologia para superar obstáculos. O uso de urnas com baterias e a transmissão de dados via satélite fizeram a diferença.

No caso do satélite, houve redução de três horas, no mínimo, para o início da transmissão em 1,2 mil localidades de 400 municípios em 15 estados. A maioria nas regiões Norte, Nordeste e centro-oeste. Mas também do Sul e do Sudeste. Foram 1.421 pontos de transmissão, distribuídos da seguinte forma: 404 localidades no Pará, 387 no Amazonas, 114 no Maranhão, 84 no Mato Grosso, 84 no Mato Grosso do Sul, 78 no Acre, 77 no Piauí, 46 em Tocantins, 36 em Rondônia, 36 no Amapá, 35 em Roraima, 17 em Minas Gerais, 11 na Bahia, 9 em Goiás e 3 no Paraná.

?Do ponto de vista do TSE, o projeto funcionou melhor do que esperávamos, em função da autonomia dos equipamentos e das conexões rápidas?, destaca Cristiano Moreira Andrade, coordenador de Infra-estrutura do TSE, ainda no primeiro turno das eleições de 2010. Clique aqui para ver o vídeo da entrevista do coordenador no site do TSE.
 
 
 
 
Fonte: IdGNow

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar