Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

JOGOS SOCIAIS DO FACEBOOK VAZARAM INFORMAÇÕES DE USUÁRIOS PARA TERCEIROS

22/10/2010 01:00:00

Segundo revelou uma investigação do jornal norte-americano The Wall Street Journal, vários aplicativos de jogos da rede social Facebook, estão transmitindo informações privadas dos usuários para empresas externas - uma ação que quebra as regras de privacidade do Facebook.

Em alguns casos, as informações estariam sendo transmitidas sem o conhecimento das desenvolvedoras dos jogos, para pelo menos 25 empresas de publicidade e de bancos de dados da internet, revelando informações dos usuários e de seus amigos na rede. Isso também inclui as pessoas que colocaram o modo de privacidade mais rígido do sistema.

Alguns jogos tiveram o seu acesso bloqueado depois da divulgação da notícia. O WSJ encontrou inclusive uma empresa, a RapLeaf, que supostamente estaria vendendo banco de dados dos usuários para outras empresas.

Entre os jogos listados, estão os mais populares da Zynga, como "FarmVille", "Texas HoldEm Poker", "FrontierVille", "Café World", "Treasure Isle" e "Mafia Wars". Uma mulher de Minnesota, Estados Unidos, inclusive processou a Zynga pedindo uma indenização pela quebra de segurança de suas informações pessoais.

"A Zynga tem como política nunca fornecer informações pessoais dos seus utilizadores a empresas externas", afirmou um porta-voz da Zynga sobre o assunto.

O Facebook confirmou o problema e prometeu uma solução.

Repercussões

Tendo em vista a a veracidade da notícia, um grupo de usuários de "Farmville", "Mafia Wars" e outros jogos sociais, abriram processo contra a Zynga na Justiça da Califórnia. A Acusação afirma que a Zynga lucrou substancialmente com a venda dessas informações (como nomes reais dos jogadores) para empresas de publicidade e que rastreiam informações na web, sem que os usuários tivessem consentido.

Segundo os advogados, a ação foi contra a Zynga, e não contra o Facebook, porque as regras da rede social proíbem os fabricantes de aplicativos de repassarem para terceiros os dados de usuários.

O fabricante do "Farmville" disse que vai contestar a ação. "Nós acreditamos que a denúncia não tem mérito e pretendemos nos defender dela vigorosamente", afirmou a companhia em nota à imprensa.
 
 
 
 
Fonte: Uol

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar