Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

FORRESTER APONTA 15 TENDÊNCIAS DE TECNOLOGIA PARA OS NEGÓCIOS

20/10/2010 01:00:00

Nos próximos anos, os departamentos de TI deverão prestar atenção a 15 segmentos em expansão e com importância cada vez maior nos negócios da empresa. É o que avisa a empresa de pesquisas Forrester.

Em seu relatório, a organização examinou tecnologias separadas em quatro categorias: tecnologia melhorada, tecnologia centrada em processos de dados e de inteligência, aplicativos prontos para uso e gestão de tecnologias ?inteligentes?.

Na primeira estão incluídos aplicativos corporativos para plataformas móveis, computação em nuvem, plataformas colaborativas e de comunidades formadas por clientes. Referente a essas plataformas, o analista da Forrester Gene Leganza diz que a maior parte do impacto se dará sobre o modelo SaaS (software como serviço) e sobre as plataformas colaborativas.

Os mais impactados

De acordo com o relatório, o SaaS e a computação em nuvem serão os mais impactados pela tecnologia. Cabe aos executivos definir a alocação de recursos, avaliar quais métodos de suporte ao SaaS adotar e reavaliar questões de robustez de padrões em arquiteturas. Leganza sublinha a necessidade de empresas pensarem de forma alternativa e incentivar esse raciocínio em seus funcionários. Para isso, devem definir as tecnologias relevantes aos seus negócios e incrementar o uso das soluções associadas.

Na segunda categoria, centralização de processos e inteligência, estão incluídas a próxima geração de inteligência de mercado, análises de métricas sociais, informação como serviço e gestão de dados centrais.

?Além desses?, informa o relatório, ?a próxima geração de inteligência de mercado causará grande impacto nos negócios, pois as empresas deverão investir em aplicação de analytics para diminuir seu tempo de resposta em eventualidades de crises ou outros distúrbios no comportamento do mercado?.

Nos próximos três anos, a informação em tempo real referente ao comportamento do consumidor terá importância maior. Isso irá ocasionar um aumento na relevância das informações geradas por sistemas de métricas.

Arquiteturas voltadas a serviços (SOA) e gestão de processos comerciais com vistas à web2.0, além de maior virtualização de tecnologia devem formar as bases sobre quais as duas categorias restantes irão se desenvolver.

Vale à pena observar:

1. Evolução da próxima geração de inteligência de mercado. Fusão entre acessos em tempo real com persuasão (call to action + conversão), agilidade e auto-atendimento.

2. Processamento de políticas comerciais e desenvolvimento de arquiteturas voltadas para serviços migrando para o centro dos negócios;

3. SaaS e plataformas de computação em nuvem devem se tornar padrão;

4. Gestão de sistemas voltada à virtualização contínua;

5. Plataformas colaborativas antropocentradas;

6. Estudo de padrões reativos a eventos;

7. Integração de plataformas de consumidores aos aplicativos comerciais;

8. Adaptação de processos comerciais para plataformas móveis;

9. Desenvolvimento das ferramentas de analytics para monitoramento de redes sociais;

10. IaaS começará a se expandir;

11. Incorporação das ferramentas de análise e para planejamento nos departamentos de TI;

12. Adaptação das soluções para gestão de processos comerciais ao modelo Web2.0

13. Virtualização de clientes será padrão;

14. Amadurecimento da gestão de dados centrais;

15. Alargamento do uso de plataformas telepresenciais.
 
 
 
Fonte: Computerworld

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar